viagem

Bogotá: a nova capital trendy da América Latina

Por Fabiana Corrêa -

Até pouco tempo, turismo em Bogotá, na Colômbia, era complicado por conta da guerra entre as Farc e o governo. Hoje, com o acordo entre os dois, a cidade está se tornando um destino cool e na América do Sul, considerando que Buenos Aires e Montevidéu, respectivamente capitais da Argentina e do Uruguai, já são bem conhecidas dos brasileiros. Aproveite o tempo de paz para caminhar nas ruas, fazer passeios de bicicleta, dançar rumba até o amanhecer e comer as frutas incríveis nos mercados de rua. Mas é bom ficar esperto porque Bogotá não é das cidades mais seguras do mundo, então ficar perambulando à noite pela rua não é o melhor programa. Se quiser passar a noite fora, faça isso no restaurante André Carne de Res, que tem shows e dança até o dia raiar. Os vôos de ida e volta custam em torno de R$ 1400, mas dá pra incluir três ou quatro dias na cidade durante as férias em Cartagena - com uma parada extra em Medellín. Ou vai saber se você está pertinho da Amazônia e quer dar uma esticada urbana. Aqui, um pequeno guia pra você ter uma ideia do que fazer na capital colombiana.

bogota-viagem-andre-carne-res-1

Diversão

Essa mistura de restaurante e club com visual de cassino fica a uma hora do centro da cidade, em Chía, André Carne de Res é extremamente turístico, com uma decoração enlouquecida, entulhada com todo tipo de objetos, de cruzes a pernas femininas em metal. E por isso vale a viagem. Há lugar para 4000 pessoas, que comem o famoso filé e dançam até o dia amanhecer. Há quatro andares, cada um dedicado a um tema da obra de Dante Alighieri: Inferno, Tierra, Purgatorio e Cielo. Você escolhe onde quer ficar, dependendo do mood do dia, parar assistir a shows ou se jogar na pista de dança. Há uma versão menor ao alcance de quem não está a fim dessa viagem toda, o André D.C, em Bogotá, para quem procura apenas um bom filé.


museu-banco-republica-bogota

Arte

Criado em 2004, os Museus do Banco da República é um polo cultural dentro de um complexo arquitetônico no centro histórico, a Candelaria. Reúne uma biblioteca e dois museus, o do Banco de La República e o Botero Museo. O artista colombiano que faz todo mundo rechonchudo é bem conhecido no Brasil, e ali há mais de uma centena de seus trabalhos. O outro espaço traz exposições itnerantes de arte local e da América Latina. E, claro, você ainda pode sair um pouco do mundo para entrar na biblioteca. Tudo gratuito.


bogota-viagem-casa-precis-moda-1

Moda e design

Quer conhecer os novíssimos designers de moda colombiana e da América Latina? A Casa Précis, no bairro de Rosales está a Casa Précis, que oferece roupas e acessórios dos nomes mais hypados do país, como os sapatos incríveis Gal vs Buck. Vale também pela viagem, já que além das belezas nas prateleiras, a loja em si é bem bacana, toda branca, com peças distribuídas pelos dois andares. E muitos livros de arte para quem procura mais do que moda.


bogota-usaquen-hacienda-colonial

Cultura local

Usaquén, ao norte de Bogotá, já foi uma outra cidade. Em 1950 foi incorporada, mas tem uma outra atmosfera, com muitas construções da época colonial - entre elas um shopping no lugar onde era a sede de uma fazenda. Aos domingos, o bairro abriga muitas feirinhas que vendem artesanato, antiguidades e velharias, além de comida. Por conta do famoso Mercado de Pulgas de Usaquén, há no bairro um W Hotel, banquinhas com todo o tipo de comida e bons restaurantes, como a cevicheria La Mar e o típico Habemus Papa.


bogota-viagem-click-clack-hotel

Onde ficar

A decoração minimalista, o elevador com tema de Space Invaders, os quartos com mega TV, o jardim vertical na fachada. O Click Clack Hotel poderia estar nas capitais mais moderninhas da Europa, mas é em Bogotá que ele faz toda a diferença. No rooftop, o bar Apache tem uma das melhores vistas da cidade, incluindo as montanhas ao fundo.

Foto de abertura: @bogotraveltours