comer & beber

Cervejas artesanais ganham rótulos inspirados em cartões-postais de Pinheiros, em SP

em parceria com

Por The Summer Hunter Staff -

Pinheiros tem uma qualidade boêmia e gastronômica que se acentuou nos últimos anos com a inauguração de bons endereços para comer e beber. E há vários deles dedicados exclusivamente às cervejas – incluindo aí pequenos produtores que fazem suas versões artesanais, como a Ambar Cervejas Artesanais e a Cervejaria Nacional, ou os que reúnem centenas de rótulos do mundo todo, caso do Empório Alto de Pinheiros. E é nessa onda cervejeira que a Gafisa aposta seu novo empreendimento no bairro: o Vision. O stand, localizado na Rua Cunha Gago, 444, vai oferecer, a partir das 11h deste sábado (1º/9), quatro versões da bebida a quem passar por lá, todas feitas artesanalmente pelos especialistas da Cervejar. Para acompanhar, um cardápio de comidinhas do restaurante Cão Véio. E o melhor de tudo: de graça!

Cada uma das cervejas tem a ver com um cartão-postal do bairro: o Largo da Batata, que virou um dos pontos mais movimentados da cidade desde a sua revitalização, dois anos atrás; a estação de metrô Pinheiros, que junto com as outras duas da Linha Amarela facilitaram o acesso a quem não está a fim de passar aquele tempão no trânsito; o Mercado de Pinheiros, com os deliciosos restaurantes de Checho Gonzales (Comedoria) e de Rodrigo Oliveira (Mocotó), além das tradicionais bancas de frutas e condimentos; e o Instituto Tomie Ohtake, que já presenteou paulistanos e turistas com algumas das melhores mostras de arte que a cidade recebeu na última década, a exemplo da artista japonesa Yayoi Kusama, em 2014, e a do catalão Joan Miró no ano seguinte.

Quem visitar o stand da Vision responde a um quiz online e tem, na hora, o resultado da cerveja que mais combina com sua personalidade. Na verdade, uma brincadeira que mistura as características pessoais e o jeitão de cada cerveja: mais leve, mais amarga, densa... A pilsen, por exemplo, é ideal para festas, fácil de beber, por isso é indicada pra gente animada, que gosta de estar rodeada de amigos. A IPA, com seu amargor acentuado, é para os mais calmos, sérios. Tem ainda a witbier, de trigo, que no quiz é indicada a quem tem uma postura mais contemplativa diante da vida. E a porter, uma cerveja mais rústica, pra quem não têm muita frescura e é fã de rock’n’roll.

Cervejas artesanais Pinheiros
Os quatro rótulos desenvolvidos pela artista Anna Guerra | Fotos: Divulgação

Os rótulos foram desenhados pela artista plástica Anna Guerra, que criou uma versão minimalista de cada um dos lugares que batizam as cervejas a partir de telas de cerca de 1 metro de altura em que misturou grafite e tinta acrílica. Estão ali as escadarias da estação Pinheiros, que se cruzam formando um desenho bem geométrico, tudo a ver com o trabalho que Anna desenvolve, o belo teto ornamentado do Mercado de Pinheiros, a igreja do Largo da Batata e a arquitetura contemporânea do Instituto Tomie Ohtake. “Eu quis extrair as linhas essenciais de cada lugar, deixar algo da que revelasse a arquitetura de cada um dos pontos, mas de um jeito mínimo”, diz ela.

Vision Pinheiros
Rua Cunha Gago, 444, Pinheiros, SP