viagem

Ele viajou para todos os países do mundo

Por Mariana Caldas -

Albert Podell realizou um sonho de muitos. Uma fantasia que permeia o nosso imaginário desde sempre e faz os espíritos livres suspirarem: viajou para todos os 196 países do mundo – de acordo com a ONU, são 193 mais Vaticano, Kosovo e Taiwan.Foram 50 anos de estrada e mil experiências.

Neste caminho chegou a ser perseguido por búfalos, quebrou alguns ossos, saboreou todas as esquisitices possíveis, foi preso, roubado e quase linchado. E para nossa felicidade está mais vivo do que nunca, para contar todos esses causos vividos ao redor do planeta.

Albert Podell

Albert, que está com 78 anos, acaba de lançar o livro “Around the World in Fifty Years: My Adventure to Every Country on Earth”, no qual nos presenteia com relatos de tudo o que viveu em todas as viagens que fez até completar o globo.

Albert Podell

“Eu comecei a colecionar selos com seis anos. Era fascinado por aqueles pedacinhos de papel coloridos e logo decidi que queria um de cada país da Terra”, contou em uma entrevista National Geographic. “Eu tinha uma fascinação por todos os lugares de onde cada um deles tinha vindo.Amava todos aqueles animais e culturas diferentes. Aos oito, eu já tinha certeza que queria conhecer todos os países do mundo”.

Albert Podell

A vida de Albert na estrada já começou com um recorde. Jornalista, ele estava editando uma revista chamada “Aegosy”, uma publicação masculina sobre aventuras, caça e pesca. E durante anos chamou diversos jornalistas para as mais diferentes e loucas missões ao redor do mundo. Depois de três anos, decidiu que era hora de ir lá e fazer ele mesmo. Juntou suas forças com um amigo escritor e recrutaram mais três pessoas para formar o que chamaram de “Trans World Record Expedition”.

“A ideia ali era quebrar o recorde e fazer a mais longa e ininterrupta viagem de carro do mundo”, explica. “Demorou mais tempo do que eu pensava. Tinha estimado de seis a oito meses. Mas no fim, levamos 581 dias. Os 50 anos de viagem do título do livro levam em conta todas as viagens que fez na vida, na estrada, no ar ou no mar.

04booktalkpodell.adapt.1190dddp.1

Mesmo depois de dar a volta no planeta, Albert conta que o seu país preferido são os Estados Unidos. “Nós temos os mais diversos e espetaculares cenários do mundo: as sequóias, o Glacier National Park, o Mount Rainier. E somos uma sociedade heterogênea. Mas se eu tivesse que escolher países, eu iria para o Nepal e para a Suíça pelas paisagens. Pela comida, eu iria para o Vietnã, Tailândia e França. Se eu quisesse cultura viajaria para a França, Inglaterra, Espanha e Egito”.

Albert Podell

Para mais informações sobre o recém-lançado livro de Albert, mergulhe em sua página oficial.