Inspiração

Uma homenagem (e um desafio) do YouTube a altura do talento de Elton John

Por - 5/06/2017

Elton John e o compositor Bernie Taupin acabam de comemorar 50 anos de uma parceria criativa que teve “Your Song” com um dos primeiros tesouros. Dali em diante o encontro rendeu grandes hinos da música pop mundial como “Daniel” e “The One”.

Pensando em uma forma de homenagear a dupla, o YouTube lançou o projeto The Cut  que deu a chance de novos filmmakers criarem videoclipes para os três hits mais icônicos dessa parceria, que fizeram sucesso antes do boom dos vídeos de música: “Tiny Dancer”, “Rocket Man” e a deliciosa “Bennie and the Jets”.

O concurso recebeu propostas de criativos de mais de 50 países que passaram pelo crivo dos próprios homenageados e dos jurados Jeffrey Katzenber (fundador e CEO da Dreamworks Animation), Melina Matsoukas (diretora de clipes de Beyoncé, Lady Gaga, Rihanna e ganhadora de dois ‘Grammys’) e Barry Jenkins (diretor e ganhador do Oscar de melhor filme com Moonlight). O YouTube ainda ofereceu insights de especialistas no assunto, como o animador PES, já nomeado ao Oscar e Emmy; Kurt Hugo Schneider, especializado em live action; e Paris Goebel, uma das coreógrafas mais hypadas do momento (responsável pelo vídeo de “Sorry” de Justin Bieber).

“Tiny Dancer”, além de ser nosso clipe favorito da lista, é uma carta de amor à Los Angeles criada por Max Weiland, que conta histórias de personagens solares e de espírito livre que atravessam as infinitas avenidas da cidade, ao som dos versos escritos em homenagem à bailarina e então esposa de Bernie, Maxine Feibbelman em 1971.

O hit “Rocket Man” foi se transformou em uma sensível animação criada pelo iraniano Majid Adin, que de acordo com o próprio Elton John: “É uma jornada muito emocionante e também algo completamente inesperado para a música. Imaginar aquela a narrativa, juntamente com os desenhos poderosos e cheios de sentimento que ele compartilhou, puderam criar algo realmente bonito.”

Já o vídeo de “Bennie And The Jets” – música que parece ter sido feita especialmente para “cantar junto” sem medo de ser feliz em um karaokê madrugada a dentro – tem um aspecto mais onírico, com uma deusa afro-futurista no centro de uma espécie de carrossel que serve de palco para as performances de bailarinos em figurinos exuberantes com um toque de ficção científica.

Populares