diversão & arte

4 feirinhas para curtir um fim de semana ao sol

Por Fernanda Nascimento -

Nos finais de semana, ruas, praças e avenidas em diferentes capitais brasileiras são tomadas por barraquinhas que vendem artesanato, antiguidades, roupas, móveis ou comidinhas típicas. São as tradicionais feiras locais, que reúnem milhares de pessoas para um passeio a céu aberto que fica ainda mais agradável nos dias de sol. Não é raro músicos e artistas de rua fazerem apresentações no meio da rua enquanto os bares e restaurantes do entorno colocam mesas na calçada na hora do almoço. Descobrimos 4 feiras no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Curitiba e em Porto Alegre para aproveitar o sábado ou o domingo explorando a cultura da cidade.

Foto: Divulgação/Riotur

01.

Feira do Rio Antigo, Rio de Janeiro (RJ)

Às 10 horas da manhã do primeiro sábado de cada mês a Rua do Lavradio, na Lapa, é tomada por barraquinhas vendendo antiguidades, roupas, móveis, objetos de decoração, discos de vinil e todo o tipo de produtos retrô. Criada em 1996 por um grupo de empresários para revitalizar a região do Centro, a feira recebe 15 mil pessoas por edição e reúne cerca de 300 expositores. Rodas de samba e chorinho são responsáveis pelo som que acontece no meio da rua, que é fechada para os carros durante todo o sábado.


Foto: Caio Pimenta/SPTuris

02.

Feira Benedito Calixto, São Paulo (SP)

Batizada com o nome da praça onde são montadas as barraquinhas todos os sábados, a feira reúne mais de 300 expositores no coração de Pinheiros. Além dos óculos vintage, antiguidades, roupas e artesanatos vendidos por lá, as lojas e galerias do entorno agitam a rua. Há sempre música ao vivo na feira, com rodas de chorinho e samba, assim como barracas com comidinhas. Também é possível se sentar para almoçar nas mesas na calçada dos restaurantes da praça, que fica ainda mais agradável nos dias de sol.

meulugaraosol


Foto: Joel Vargas/PMPA

03.

Brique da Redenção, Porto Alegre (RS)

Declarada patrimônio cultural do Rio Grande do Sul, a feira acontece todos os domingos no canteiro central da Avenida José Bonifácio, junto ao Parque Farroupilha. Entre os 300 expositores que montam suas barracas ali estão principalmente artesãos, artistas plásticos e vendedores de antiguidades. Um dos programas preferidos dos gaúchos nos dias de sol, o Brique da Redenção também vende comidinhas e, claro, o tradicional chimarrão. Há sempre algum músico fazendo um som na rua ou na entrada do parque.


Foto: Cesar Brustolin/SMCS

04.

Feira do Largo da Ordem, Curitiba (PR)

Localizada no coração do Centro Histórico de Curitiba (PR), a Feira do Largo da Ordem é programa obrigatório entre locais e turistas nas manhãs de domingo. Criada em 1973, a Feirinha Hippie, como é carinhosamente chamada pelos curitibanos, reúne mais de uma centena de barracas dispostas no calçadão e nas ruas adjacentes ao Largo da Ordem. Vendem de tudo um pouco: de artesanato local e itens para colecionador, a exemplo das concorridas tendas com moedas, cédulas e selos antigos, a comidas tradicionais dos imigrantes. Experimente o pierogi, prato típico polonês cuja receita consiste em deliciosos pastéis de massa cozida e posteriormente frita ou assada na manteiga e recheada com batata.

Foto de abertura: Feira do Rio Antigo/Divulgação Riotur