tendência

Girl power da música sueca para incrementar a sua playlist de verão

Por Claudia Nascimento -

A música sueca sempre fez parte dos produtos de exportação do país, desde os tempos de ABBA, Roxette e Ace of Base. Talvez o som eletropop made in Sweden da compositora, dona de gravadora e cantora Robyn(acima), 36 anos, abriram, ainda mais, os olhares para o girl power local.

Seja dirigindo seu Volvo V60 pela E4, estrada que liga Estocolmo a Malmö, seja engajada no CD da campanha do Partido Feminista Sueco, ser Robyn parece ser sinônimo de garra e autenticidade. Nada mais de acordo com os valores suecos.

Engajada também é a música de outras garotas que despontam firmes e fortes e com lugar garantido ao sol.

Linda PiraFoto: Saga Berlin

Linda Pira
Mãe de gêmeos, filha de um sueco com uma colombiana, Linda cresceu em Hässelby, um subúrbio de Estocolmo. Aos 29 anos, a rapper é o nome mais quente do hip-hop sueco atual. A viagem musical de Linda começou com sua participação no clipe de outro rapper sueco, Stor, em 2012. Após a aparição, “Bang Bang/Bäng Bäng” e “Matriarken”, álbuns de Linda, tornaram-se sucesso absoluto de crítica. E a rapper, que só canta em sueco, vem conquistando prêmios e mais prêmios. Em 2014, ganhou o Grammy sueco na categoria artista-revelação. “Knäpper Mina Fingrar”, single mais famoso da artista, é a dica para conhecer o som dela mais de perto.
facebook.com/pages/Linda-Pira


Zaralarsson

Zara Larsson
Fenômeno das mídias sociais, a cantora e blogueira Zara Larsson, 17 anos, sabe como quer ser interpretada e compreendida. Com seus mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, ela chama a atenção pelas suas atualizações certeiras: igualdade de gênero, racismo e sexismo estão sempre na pauta. Bonita de doer e cheia de atitude, a garota, como poucas da sua idade, ainda canta como ninguém. Seu primeiro single, “Uncover”, vendeu mais de 30mil unidades na Suécia em menos de um mês. Um feito e tanto para uma artista que tem sua audiência nas redes sociais e é mais jovem que a própria internet.
facebook.com/ZaraLarssonOfficial


First Aid Kit

First Aid Kit
As irmãs Klara e Johanna Söderberg quase dispensariam apresentações se não fosse tão necessário falar delas. First Aid Kit virou statement da atual música folk sueca. Entre as dezenas de prêmios de música já ganhos, o destaque vai para o britânico Aim Award de 2012 pelo álbum The Lion’s Roar, na categoria Best Difficult Second Album. “Emmylou”, música dedicada à cantora country Emmylou Harris, e “On the Road Again” são boas opções. Se vai rolar uma jam a gente não sabe, mas First Aid Kit e Emmylou Harris marcam presença no festival Way Out West, em Gotemburgo, entre os dias 13 e 15 de agosto. Fica aqui o convite para se deixar envolver pelo som das irmãs, nascidas nos anos 1990, mas com uma música madura e carregada de feeling de outras épocas.
facebook.com/firstaidkitofficial


MapeiFoto: Ruben Sznajderman

Mapei
Talvez seja uma das vozes mais cativantes e recentes do pop sueco. A versão unplugged de “Don´t Wait” é crua e sem máscaras: Mapei canta muito. A história dela com a música começou muito cedo em Rhode Island, nos Estados Unidos, enquanto escrevia discursos em forma de rap no jardim da infância. O soul que sai das cordas vocais dessa sueco-americana de 31 anos é responsável também por sucessos como “Blame It on Me” e “Change”.
facebook.com/mapeimusic


Sabina Ddumba

Sabina Ddumba
“Effortless”, lançada em fevereiro de 2015, é a promessa de que a estrela de Sabina Ddumba, 21 anos, vai continuar brilhando. De família ugandesa, aos 8 anos ela decidiu permanecer morando com o pai e seus cinco irmãos na Suécia, quando sua mãe resolveu voltar para a Uganda. A primeira vez que se ouviu falar da mistura pop/R&B que Sabina faz foi na versão sueca do programa X Factor Sweden, em 2012. Desde então, a cantora colocousua límpida voz a serviço de “Walking On Air”, single de Katty Perry, entrando de cabeça na lista das mais escutadas do país.
facebook.com/SabinaDdumbaOfficial


seinaboFoto: Mikael Dahl

Seinabo Sey
Mais um novíssimo talento tocando nas paradas de todas as rádios suecas. Seinabo Sey, 25 anos, naceu em Södermalm, o bairro da vez em Estocolmo. Originária de uma família musical e tendo cursado música com ênfase em soul, a cantora não tinha mesmo como escapar do caminho musical. A faixa “Younger”, do ano passado, é seu grande hit. A versão da música com remix do DJ norueguês Kigo a fez decolar de vez e parar na lista da Billboard. Para recostar no sofá e criar um clima lounge, coloque “Pistols at Down”e relaxe!
facebook.com/seinabosey