Lifestyle

Arte e moda se juntam na vida da diretora criativa Ines Néspoli

Por Fabiana Corrêa -

Ines Néspoli tem um faro para a beleza. Nos encontramos em um café qualquer dos Jardins, em uma de suas muitas vindas a São Paulo (ela tem casa em Rochester, Upstate, no estado de Nova York, mas vive por aqui, por ali, em todo lugar). “Aqui tá meio chato. Vamos dar uma caminhada?”, diz ela. E saímos andando. Em menos de um quarteirão, Ines encontrou conhecidas pelo caminho, como se fosse uma moradora local caminhando até a padaria. Entramos em uma de suas galerias preferidas e ela logo caminhou até o fundo da casa, onde poltronas ao lado de um laguinho e um jardim nos esperavam. “Tá vendo como dá pra achar um lugar mais gostoso?”, disse. De fato. E lá ficamos, papeando um tempão, com um barulho de uma fonte ao fundo.

Ines Néspoli
Fotos: Arquivo pessoal

Diretora criativa de diversas campanhas para marcas de moda, Ines já dedicou seu olhar contemporâneo e afiado para o visual de marcas como Egrey, Jack Vartanian, Animale, Luiza Farani e Calvin Klein, além de ter passado pela direção de arte das revistas Bazaar e Elle, e da agência McCann, cuidando da identidade visual da L’Oreal. Simples e chique parece um jeito fácil de definir seu trabalho. É um pouco mais que isso. É como se nada estivesse fora do lugar. As muitas campanhas que desenhou junto com Eduardo Toldi, estilista da marca e amigo chegado, têm uma delicadeza arquitetônica.

Ines Néspoli Pinga
Fotos: Cristiano Pio de Almeida para Pinga

Esse é o estilo de Ines também na vida. Ela aparece para a nossa conversa vestindo calça preta e um suéter marinho, sem enfeites, mas com uma bolsinha perfeita no ombro, desenhada pela amiga Gloria Coelho. No meio da conversa, me conta que está incomodada pelo “excesso” de maquiagem - coisa que mal consigo ver. “Eu acabei de fazer fotos para a campanha da loja da Gabi (Gabriela Paschoal, dona da multimarcas Pinga, outra amiga), e vim direto pra cá, acabei esquecendo de tirar”, diz. “Não uso nada. Às vezes, um batom vermelho. E só”.

Fotos: Hick Duarte

As amizades, assim como a beleza, são parte importante na vida de Ines. Foi um amigo que a incentivou a se lançar em carreira solo quando resolveu deixar a direção criativa da Elle. “Já não era mais pra mim, queria abrir mais frentes, acompanhar essa rapidez que está rolando nos meios de comunicação, fazer coisas novas”, diz. Filha de um jornalista, cresceu entre livros, revistas e jornais, mas estava muito interessada nas outras possibilidades. “Eu amo que tenha coisa nova o tempo todo, quero estar aberta pra mudança”, conta. E, assim, foi desenhar a identidade visual e as campanhas da Egrey . Claro que não foi só por amizade que Eduardo Toldi, o estilista e dono da grife, a escolheu. Quem entra numa loja da marca percebe que há um cuidado minimalista não só nas peças penduradas nas araras como na decoração ou na postura das vendedoras. Um cuidado que tem muito a ver com o currículo que Ines criou em 15 anos de trajetória no mundo da arte, da moda, do design. "Eu planejei muito pouco. Fui conhecendo pessoas e isso foi me levando aqui e ali, para lugares muit bacanas. Agora estou tomando um pouco mais as rédeas e fazendo planos."

Ines com Eduardo Toldi, durante fotos para a Egrey |Fotos: Arquivo pessoal

O primeiro trabalho rendeu. Desde 2015 que Ines cuida da comunicação da Egrey e a parceria se estendeu. “Dou palpite até no cheiro da vela que se usa na loja”, brinca. Mas a coisa vai por aí mesmo. “Me sinto livre para criar, a gente pensa juntos no que vamos fazer”, diz, sobre o amigo Eduardo. Assim foi também o trabalho com Pedro Lourenço, que co-assinou a coleção Orquídea com o joalheiro Jack Vartanian e muitas das campanhas do próprio Jack.

Essa interação pessoal é alimento para o que ela cria nos catálogos, desfiles, filmes ou anúncios. Dê uma olhadinha em seu perfil no Instagram e você vai ver Ines com amigos na sala, amigos na praia, amigos na rua, amigos nas galerias. “Desde cedo, minha vida é cheia de gente. Na infância, eram as férias na praia com a família, gente em volta da mesa, meus primos. Hoje são meus amigos, que eu quero sempre perto. Eu amo esse movimento”.

IMG_1964

Foi com essa vibe que ela foi para Nova York há três anos. “A cidade sempre me inspirou, um queria estar perto de tudo o que acontecia ali”, diz. De cara, foi passar um tempo trabalhado na agência do badaladíssimo diretor criativo Giovani Bianco, em Manhattan. Mas tem aí um paradoxo. No momento, Ines busca uma certa calmaria. Talvez por isso esteja passando menos tempo em Nova York e viajando para lugares mais “silenciosos". Nesse ano, foi para Israel estudar cabala, um de seus muitos interesses esotéricos, vamos dizer assim. Passou um mês na Itália, relaxando e se alimentando do belo. Depois, foi visitar o estilista Pedro Lourenço, seu amigo, em Londres. E está de olho em umas férias nos Lençóis Maranhenses. "Sou acelerada, mas tenho que dar um tempo de vez em quando”. Acho que vamos ver Ines mais vezes por aqui, andando pelas ruas dos Jardins, procurando refúgios nas galerias da cidade, espalhando beleza por aí.

ines nespoli moda

Foto de abertura: Cristiano Pio de Almeida