Destinos

Inverno em Ilhabela: 5 coisas pra fazer no frio

Por - 17/06/2016

Depois de um final de semana agitado, em que a ilha recebeu a segunda edição do Vento Festival, evento pé na areia que mistura shows e palestras, Ilhabela volta à sua normalidade. Mas mesmo no inverno os programas culturais,  gastronômicos e esportivos pra se fazer por lá não são poucos. E a Anna Penteado, curadora do festival e co-produtora junto com Tatiana Sobral, Daniela Cucchiarelli e Bianca Lombardi, fez uma lista esperta de coisas bacanas. Confira:

Beach tennis

Pair of rackets and ball for sport on the beach

Foto: branislav/Fotolia

O tênis na areia é uma ótima pedida em dias nublados e atividade na medida pra esquentar o corpo antes de esfriá-lo num mergulho no mar. As quadras ficam na Praia de Itaquanduba e têm iluminação para as partidas poderem durar até a noite.


Capitano

pasta-del-capitano-ilhabelaAs luzinhas espalhadas pelo quintal na entrada do acolhedor restaurante Capitano já esquentam o coração logo de cara. Fora isso, você pode dar sorte e pegar uma jam de algum músico bacana. Ah, e as massas são todas artesanais, feitas ali mesmo.
Av. Pedro Paula de Moraes 703
pastadelcapitano.com.br


Vila Histórica

nautica-ilhabela-vila-historica
Mesmo sendo clichê, merece uma visita. E ainda dá pra fazer compras em lojas como a Náutica Ilhabela, que com suas estampas lindas (foto) revelam um pouco o lifestyle de quem mora na ilha.


Ballena Beach Bar

ballena-beach-bar-ilhabela
Único e delicioso bar na Praia do Siruba com uma infraestrutura de um restaurante de alto padrão. Faça chuva ou faça sol, o Ballena é sempre a melhor pedida para aqueles dias em que você quer tomar um drinque com os amigos, ler um livro ou apenas ficar pasmando enquanto olha o mar. Dica: experimente a lula com lascas de amêndoas acompanhada de um aperol spritz.
Av. Leonardo Reale, 2917
facebook.com/ballenabar


Mirante do Baepi

Pico_Baepi_tiago-borges

Foto: Tiago Borges

Uma vista de tirar o fôlego no lugar mais alto de Ilhabela. Ótima pedida pra passar um fim de tarde na companhia de amigos, cobertores e uma garrafa de vinho. Mas prepare-se para a subida: são cerca de duas horas de trilha.

Crédito da foto de abertura: Filipe Frazão/Fotolia

Populares