Air France + The Summer Hunter

#MeuRio: as delícias cariocas de Larissa Busch

Por - 17/01/2017

Toda menina ‘praiana’ tem encantos que Deus dá. Mas quem conhece a Larissa Busch percebe logo que o charme que essa carioca de 21 anos desfila por aí é cheio de originalidade também.

Solar e amante da natureza, a Larissa abraça o verão como uma causa própria e ainda por cima faz trilhas sonoras deliciosas para o sol nascer nas pistas e nas areias do Brasil afora.

Vem ver o roteiro que a Lari fez pra gente com os seus lugares prediletos na cidade.

Praia da Reserva

Reprodução Facebook

A faixa de areia na zona oeste segue a Praia da Barra, mas continua como a Reserva Ambiental de Marapendi, por isso não tem prédios ou barulho de trânsito e o melhor: a água costuma ficar bem transparente durante o verão.
“Sei que pode parecer clichê, mas é o pedaço de praia mais próximo, vazio e tranquilo. Na última vez que fui, surfei junto com tartarugas e peixinhos”, conta Larissa.
Avenida Lúcio Costa s/nº, Barra da Tijuca


Teva

Divulgação

A divisa entre Ipanema e Leblon ganhou recentemente um novo restaurante vegano diferente de tudo o que essa categoria costuma oferecer. O chef Daniel Biron fez questão de levar ao Teva (natureza, em hebraico) opções improváveis mas super saborosas, como o prato Funghi, cuja receita o próprio nome revela: cogumelos cardoncellos grelhados, molho de cogumelo trufado, mais cogumelos salteados, palha de alho-poró, batatas assadas e molho demi-glacé. Yummy!
Avenida Henrique Dumont, 110B, Ipanema


Pitaya

Divulgação

Também conhecida como “fruta do dragão”, a Pitaya veio da América Central e já ganhou o gosto carioca, tanto pelo sabor que lembra tutti-frutti, quanto por seus diversos benefícios, pois é rico em fibras e antioxidantes e tem poucas calorias. A Larissa dá a dica: “Algumas casas de sucos estão vendendo o creme feito da polpa. Vale a pena provar no Balada Mix ou Bibi Sucos!”
Balada Mix –  Rua Aníbal de Mendonça, 31, Ipanema
Bibi Sucos – Avenida Ataulfo de Paiva, 591A, Leblon



Feira de São Cristóvão

Claudio Lara/Flickr

Originalmente batizado como Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, a famosa “feira dos nordestinos” fica no coração de São Cristóvão e é conhecida por suas comidas típicas e artesanato. Mas a DJ também reforça: “Lá tem forró, karaokê e várias opções de cachaças. Você não vai precisar de muito para se divertir!”
Campo de São Cristóvão s/nº, São Cristóvão


Pérola da Guanabara

Reprodução Facebook

Este bloco acontece sempre uma semana antes do Carnaval na charmosa ilha de Paquetá. Pra chegar até lá é preciso pegar a barca na Praça XV. Mas para os marinheiros de primeira viagem a Larissa dá as coordenadas da folia: “É uma pena para quem se programa vir ao Rio somente no Carnaval oficial, porque o pré-Carnaval é a melhor parte. A dica é acordar cedo e pegar a mesma barca que a banda do bloco, assim a festa é garantida durante a viagem também. O cortejo de Carnaval vai do Bar do Zarur até a Praça de São Roque. A música é comandada por músicos dos melhores blocos da cidade como Cordão do Boitatá, Amigos da Onça, Songoro Cosongo e Céu na Terra. Imperdível.”


Comuna

Este é um dos melhores restaurantes da cidade, mas a Comuna vai além disso. Também é o endereço da editora independente A Bolha e na sua garagem ainda funciona uma galeria de arte. Além disso, também abriga edições d’O Grito Bazar e seus fundadores também produzem as festas Selvagem e ODD em outros espaços da cidade. Sobre o cardápio, a Larissa recomenda: “Não deixe de pedir um X-Wilson, nome dado para o melhor hambúrguer da casa, em homenagem ao segurança Wilson.”
Rua Sorocaba, 584, Botafogo


*Este post faz parte do especial do The Summer Hunter sobre o verão no Rio de Janeiro patrocinado pela Air France.

 

Populares