Aperol Endless Summer

Fundador da Balsa, Elohim Barros conta o que é imperdível na Chapada Diamantina

Por - 6/07/2017

Foto: Alice Vergueiro

Diretor de arte por formação, Elohim Barros imprime sua estética em tudo aquilo que faz. Seja na Balsa, o “bar-que-não-é-bar” situado no rooftop de um antigo prédio vizinho ao Anhangabaú, no centro de São Paulo, seja nas noites icônicas da festa de soul music Talco Bells, criada por ele e por um grupo de amigos quase uma década atrás. E é nas cores e formas do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, que ele dá suas cinco dicas de um verão perfeito, ainda que a praia mais perto esteja há mais de 400 quilômetros de distância.

Foto: Peu Robles

01
O pôr do sol no Vale do Pati
Não importa o roteiro que você escolher, sempre será uma experiência inesquecível fazer a travessia pelo Vale do Pati. Qualquer caminho é legal e vale a pena. O pôr do sol alaranjado do Morro do Castelo é de uma beleza indescritível. A dica mais preciosa é escolher dormir nas casinhas de quem mora por lá. A sugestão do Elohim é ficar na casa da Dona Raquel. O lugar é supersimples, e a comida dela é maravilhosa.

02
Experimentar os sabores orgânicos do Cozinha Aberta
O Cozinha Aberta é um restaurante de comida saudável e sabor incomparável. E não é aquela comida orgânica sem sal e sem gosto; aqui tudo é supernatural mas muito saboroso também. A chef faz umas misturas muito inusitadas, tipo inhame cozido com leite de coco. E é fácil de achar: a casa em tons pastéis, a la Wes Anderson, na pracinha da cidade.
Av. Rui Barbosa, 120
facebook.com/cozinhaabertalencois

03
Visitar as obras de Stephan Doitschinoff em Lençóis

Totalmente fora do roteiro turístico tradicional, o bairro Tomba Surrão, mais conhecido como Tomba, abriga uma pequena capela que o artista plástico Stephan Doitschinoff pintou alguns anos atrás. Quem quiser, pode continuar o passeio procurando os outros desenhos que ele fez em algumas das casas dos moradores da região.

Foto: Pedro Galindo

04
Passar um dia no Vale do Capão
Muitas das pessoas que têm como destino a Chapada Diamantina preferem ficar hospedadas no Vale do Capão. E mesmo se você estiver em Lençóis, o Elohim sugere uma visita lá. Trata-se de uma vila que se desenvolveu muito e hoje em dia acolhe todo tipo de gente, dos mais chiques até os super desencanados. Aqui, todo mundo é muito bem-vindo.

05
Conhecer a Cachoeira da Fumaça… por baixo
Outra dica imperdível é conhecer a Cachoeira da Fumaça por outro ângulo: de baixo. É possível fazer uma travessia guiada que dura dois dias. Quando se chega na parte de baixo da cachoeira, no segundo dia, se entende a real dimensão que ela tem. Depois, uma trilha rápida, dá acesso ao Morro do Macaco até chegarmos naquela visão que a maioria das pessoas têm: ver a Cachoeira lá do alto.

The Summer Hunter e Aperol se uniram para contar as histórias das pessoas e dos locais mais inspiradores do Brasil e do mundo que respiram a vibe do verão o ano todo. Aqui você confere entrevistas, guias de viagens e várias dicas para curtir durante ou fora da estação ensolarada. Acompanhe tudo na nossa página e também nos canais de Aperol, no Facebook e no Instagram (@aperolspritzbrasil). Confira ainda as playlists no perfil no Spotify: endlesssummerbr.

Populares