moda

Conheça 5 grifes que podem virar a próxima Supreme

Por Chantal Sordi -

Se você já se pegou traçando estratégias dignas de Guerra para conseguir colocar as mãos em uma peça da incensada Supreme ou, ainda mais complexo, num item de alguma das coleções colaborativas que a grife de streetwear fundada em 1994 em Nova York já realizou com todo o tipo de marca que se pode imaginar, essa lista pode deixar o seu dia um pouco melhor. De Louis Vuitton a The North Face, todo mundo quer um pedaço da Supreme para chamar de seu. Mas como sabemos que a tarefa não é muito fácil, fizemos uma pesquisa para chegar num ranking alternativo com cinco marcas de diferentes cantos do mundo que ainda estão se desenvolvendo na cena, mas têm vocação de sobra para chegar no patamar da Supreme ou pelo menos saciar a sua sede por uma boa peça street.

vell beck-chapter 5

Chapter 5 (Estados Unidos)

Vell Beçk é um dos caras mais estilosos que você vai ver no seu feed. Com seus 12 mil seguidores, o designer de Nova York atraiu não só a atenção dos fotógrafos mais cool do street style internacional, mas também a de marcas como a Vans, que emplacou uma coleção colaborativa com Beçk no ano passado. Foi a partir dessa dobradinha que ele decidiu fundar a sua própria label de roupas, a Chapter 5, no fim de 2017. A etiqueta começou oferecendo t-shirts e calças esportivas, mas já está evoluindo sua linha de produtos para jaquetas de veludo coloridas de estilo utilitário, bermudas, camisas, blazers, mochilas, bolsas e, claro, os tênis em parceria com a Vans. Os valores começam em 175 dólares.
instagram.com/vbnyc
instagram.com/vellbeck


High Company

High Company (Brasil)

Quem circula pelos bowls e pistas de skate da capital paulistana já deve ter visto alguém usando uma camiseta ou casaco com a palavra High em letras garrafais. A marca fundada pelo misterioso Diogo Roccon (assim como o James Jebbia, da Supreme, ele raramente aparece ou dá entrevistas) começou com drops de peças e acessórios destinados aos skateboarders, mas já conquistou a turma da moda em um nível tão alto que é praticamente impossível comprar um item direto do site da marca. Nossa dica? A loja A Urban Shop é a maior revendedora da High Company e por lá é mais fácil de encontrar os desejados moletons e t-shirts da High, cujos preços giram em torno de 300 reais. A Urban Shop tem dois endereços físicos em SP: na Rua da Consolação, 1301, e na Galeria do Rock.
instagram.com/highcompany


Sputnik 1985 (Rússia)

Considerada a filha mais nova de um caso de amor entre a Vetements e Gosha Rubchinskiy, a Sputnik 1985 é a marca da vez entre a turma alternativa russa. Influenciada pelos universos punk e hardcore, e pelas memórias turbulentas dos anos 1990 no país, a Sputnik ganhou fama pelas camisetas com frases como “I will always be against”e “No chances”, que o estilista e fundador Sergei Pahotin silkava em sua casa com letras do alfabeto cirílico. Hoje é possível encontrar uma linha mais ampla de peças como moletons, calças, jaquetas, pochetes e afins, todas com uma variedade interessante de cores e preços bem acessíveis, na casa dos 100 dólares. O único problema é que, por enquanto, eles ainda estão desenvolvendo um sistema de entregas internacionais através do site e, na loja física, só aceita dinheiro. Alguém indo pra Rússia nos próximos meses?
sputnik1985.com
instagram.com/sputnik1985


Minu Two

Minus Twø (Reino Unido)

Fundada pelo artista multimídia e editor da revista Pause, Terence Sambo, no final de 2017, a marca é destinada para qualquer pessoa que já se sentiu um outsider em algum momento da vida. Nos mesmos moldes de streetwear da nossa lista, a Minus Twø oferece t-shirts e moletons influenciados pela cultura do skate, punk e hardcore, com logos e frases de efeito, mas com uma dose extra de estilo, graças aos jeans e ao aspecto retrô que Terence dá às suas criações. Pense em um casamento entre Off White e Gucci e você terá as roupas da Minus Twø, que já tem uma base de fãs considerável em Londres, onde ela nasceu. Já os preços variam de 15 libras para as meias, e 60 por um moletom de capuz.
instagram.com/minustwouk
minustwouk.com


Doubt

Doubt (França)

A dupla de estilistas Marine Cuq e Antoine Caillet também entrou na vibe street esportiva que tomou conta do universo da moda nos últimos anos. Criada em Bordeaux, a Doubt mistura influências do motociclismo com shapes amplos e toques básicos, como uma espécie de novo normcore. Além das roupas, a dupla ainda se destaca por todo o seu conteúdo visual, como os lookbooks esquisitões que alimentam o Instagram da marca, assim como os vídeos estrelados por modelos da vida real, igualmente exóticos, bem no estilo Vetemanico de ser. Os preços começam na casa dos 60 euros.
instagram.com/doubt_clothing
doubt-clothing.com

Foto de abertura: High Company/divulgação