moda

Sai da Sombra entrevista: Manu Rodrigues

Por The Summer Hunter Staff -

Manu Rodrigues trocou Paris por São Paulo em busca de dias mais simples. Na capital francesa, circulou entre as grandes grifes da moda e gravou nomes como Lacoste e Hermès no seu currículo de estilista. A sofisticação parisiense era bacana mas, depois de cinco anos, ela queria mesmo era um banho de sol e de mar. Em vez de caminhadas pela Champs-Élyseés, seus melhores momentos, agora, são a bordo de um pranchão nas ondas do litoral norte de São Paulo.

Era exatamente isso o que essa paulistana imaginava quando voltou pra cá em busca de um cotidiano mais ordinário: surfar nos dias de folga, correr no parque, trabalhar perto de casa, almoçar com a família… Logo que chegou, no entanto, recebeu um chamado irrecusável: substituir a estilista Clô Orozco, morta em março de 2013, na Huis Clos. E lá foi ela. Mas por pouco tempo. Só para ter certeza que esse negócio de grandes empresas não era mesmo sua praia. E foi nessa toada que criou a marca de acessórios Cabana Crafts. Sem querer – ou melhor, sem planejar, mas querendo muito – a estilista acabou engrossando o coro do movimento slow fashion que começa a ganhar espaço no Brasil. Seus acessórios são feitos pra durar bem mais que uma estação e, como ela, não ligam muito para a moda que vem das passarelas.

Mas, para criar essas peças simples, e essa vida idem, Manu foi primeiro conhecer o mundo. E daí extraiu só o essencial.

Leia a entrevista completa com ela aqui.