lifestyle

Shit is getting serious: as Escape Rooms e a revolução dos CDFs

Por Eloá Orazem -

Por que conquistar só o Vale do Silício quando se pode conquistar o mundo?

A revolução nerd já dominou o ranking dos mais ricos da Forbes e agora quer também conquistar o seu coração com um jogo interativo bem dos divertidos.

Os Escape Rooms, como são chamados, começaram na Europa (veja abaixo um vídeo da BBC feito em Budapeste), mas encontraram campo fértil na Califórnia, onde as patricinhas de Beverly Hills abrem alas (ui!) para esses seres superdotados – no sentido bíblico da coisa, gente!

Como o próprio nome já indica, o Escape Room é um quarto de onde se deve fugir, mas, para isso, você precisa desvendar a xarada – ou o crime, em alguns casos.

Você e mais 11 amigos são, literalmente, trancados em uma cena, que pode ser um escritório ou uma caverna, por exemplo, e, juntos, precisam encontrar todas as pistas para montar o quebra-cabeça capaz de lhes dar a liberdade de volta.

escape_3

Cada grupo tem aproximadamente 90 minutos para matar a xarada e encontrar a chave, antes que a brincadeira acabe e a equipe destranque as portas por si.

Talvez tudo isso soe um pouco bobo, mas a chave não está escondida em uma gaveta ou coisa parecida: é preciso prestar muita atenção aos detalhes e relembrar diversas aulas de ciências do ensino fundamental (e pensar que um dia você disse ao professor que jamais usaria a fórmula de Bhaskara e as reações químicas fora da escola, né?).

escape_4

A complexidade é tanta, aliás, que mais de 80% dos grupos não conseguem completar a tarefa de primeira – sim, tem maluco que volta vez após vez, até conseguir resolver a equação e conquistar a liberdade.

Além de vingar o pequeno CDF sufocado pelo bullying da galera do fundão, a brincadeira ainda reforça a importância do trabalho em equipe e faz com que todos os participantes interajam.

O preço pode variar um bocado, mas gira em torno de 30 dólares por pessoa – e fica mais caro nos fins de semana, lógico!

escape_room

A procura pelo Escape Room é tamanha que reservas são, mais do que indicadas, necessárias.

Então chame a galera, assuma aqueles óculos fundo de garrafa e comprove se aquele teste de QI que dizia que você e tão inteligente quanto o Einstein estava mesmo certo.

Não está na Califórnia? Tudo bem. Este link dá endereços de Escape Rooms pelo mundo todo, Brasil inclusive: escaperoomdirectory.com