diversão & arte

Stonehenge vira festa no dia mais longo do ano

Por Fabiana Corrêa -

Uma mistura de festival de Woodstock com encontro druida, a comemoração do solstício de verão, o dia mais longo do ano, em Stonehenge, na Inglaterra, reúne milhares de pessoas em torno das pedras mais famosos do planeta. Quando o sol nasce, começa a festa com música (acústica, obviamente), gente dançando, confraternizando e celebrando o renascimento em todas as crenças, de budistas a turistas, de videntes a Hare Krishnas.

stonehenge-solsticio-Kevin-Feingnaert-12

solsticio-stonehenge-kevin-feingnaert-10

Em 20 de junho, o fotógrafo belga Kevin Faingnaert, acostumado a retratar subculturas, se juntou a essa turma e fez essa série de fotos. “Às 4h52, quando o sol nasceu, começou uma festa incrível”, disse Kevin ao site It's Nice That, que publicou as fotografias.

festa-solsticio-stonehenge-1

stonehenge-solticio-Kevin-Faingaert-17

Stonehenge-festa-solsticio-9-1

Em vez de mostrar apenas a festa propriamente dita, ele se aproximou dos participantes e documentou tudo com uma aura de tranquilidade. “O lugar estava cheio de fotógrafos e eu não queria tirar as mesmas fotos”, conta. Assim, em vez de retratar o nascer do sol e as atividades principais, ficou na periferia do evento, onde a coisa estava mais serena.

stonehenge-solticio-Kevin-Faingaert-4-1

O resultado é íntimo e pessoal. “Cada ser desse planeta busca entender seu mundo. Alguns encontram essa explicação na ciência, outros em Deus e muitos na espiritualidade. Eu não gosto de imaginar que as pessoas estejam certas ou erradas”, diz, sobre manter um olhar neutro sobre a celebração. Apesar de não ter sentido a mesma energia vinda das pedras, ele fotografou essa galera de coração e mente aberta e transmitiu bem o clima do lugar.

KevinFaingaert_Solstice_Photography_INT_5

stonehenge-solticio-Kevin-Faingaert-3