diversão & arte

Quer levar a sua arte para um super evento durante o verão de NY? A Alpha’a vai te ajudar

Por Laura Cesar -

Trazer um pouquinho do espírito brasileiro pro verão nova-iorquino. É essa a proposta do Brasil Summerfest, que desde 2011 agita os principais pontos da cidade, como o Central Park e a Brooklyn Public Library, com feiras, exibições e apresentações de diferentes artistas. Esse ano, além de receber shows do Alceu Valença, Tulipa Ruiz, Duda Beat e Filipe Catto, o festival que começa no dia 29 de julho e vai até 03 de agosto, seleciona fotógrafos e artistas plásticos independentes para expor durante o evento.

A exibição em formato pop-up desenvolvida em parceria com a Alpha’a, plataforma digital especializada em impulsionar novos artistas ao redor do mundo, terá o desmatamento da Amazônia como tema principal. O objetivo é alertar e inspirar mudança por meio de obras de arte que denunciam os principais problemas enfrentados pela maior floresta do mundo. As representações visuais serão escolhidas a partir de três categorias: o passado, ilustrando a biodiversidade de fauna e flora; o presente, com obras que despertam consciência sobre o aquecimento global e desflorestamento; e futuro, mostrando alternativas sustentáveis e efetivas para os próximos anos.

Com a ajuda de um comitê, a Alpha’a selecionará dois vencedores de cada tema, que poderão enviar suas peças pra votação até o começo de julho. Além de terem obras expostas no maior evento brasileiro dos Estados Unidos, as impressões também serão vendidas na galeria online da Alpha’a, com parte dos lucros revertidos pra Rainforest Alliance, organização que luta pela preservação ambiental. “Essa é a segunda campanha do artivismo, um dos braços da Alpha’a que desafia artistas a criar trabalhos sobre temas ambientais”, conta Manuela Seve, uma das sócias da plataforma. “Mais do que tornar a arte acessível, queremos que ela seja ferramenta de transformação".

Da esquerda pra direita, as sócias da plataforma Alpha'a Renata Thomé e Manuela Seve | Crédito: Renato Wrobel

Arte que ultrapassa fronteiras

Por trás da Alpha’a, existe uma liderança feminina de peso. Desde 2017 com escritório em Nova York, as empreendedoras brasileiras Manuela Seve e Renata Thomé, comandam a plataforma digital que conecta obras de arte de artistas independentes diretamente com o público final. A dinâmica é simples: no site, interessados de diversas partes do mundo podem se cadastrar, montar um perfil contanto um pouco do seu processo criativo e enviar seus trabalhos pra avaliação. As obras são então votadas pelo público, sendo as vencedoras produzidas numa edição limitada de 25 prints.

Para deixar os preços mais acessíveis, evitando taxas abusivas de importação e exportação, as peças - que saem no valor de 150 e 500 dólares - são enviadas digitalmente para produtores de diversas partes do mundo, que imprimem em alta resolução, emolduram e distribuem as artes localmente. O artista fica com uma parte do lucro e a Alpha’a cuida da produção, marketing e custos de manuseio. “Aproximamos o público da arte”, diz Renata. “Existem muitas pessoas interessadas em entrar nesse universo, mas poucas sabem ao certo por onde começar. A Alpha’a traz então uma nova oportunidade, democratizando o mercado e mostrando que não é preciso gastar uma fortuna para começar uma coleção”.

Hoje, a plataforma conta com mais de 7000 artistas cadastrados, tendo hotéis, projetos imobiliários empresas de casamentos como foco de venda. A dupla também desenvolve projetos especiais em parcerias com ONGs, laboratórios criativos e galerias internacionais. O pioneiro e um dos mais famosos é o Alpha T-Shirt, onde artistas renomados, como Ernesto Neto e Paulo Climachauska, estamparam camisetas com venda revertida para bolsas de estudos de novos talentos. O objetivo das meninas é incentivar e promover cada vez mais a arte mundo afora, um universo nichado e ainda elitizado. “Nenhum investimento que conseguimos até agora foi feito no Brasil”, finaliza Manuela.

O artista Bernardo Ramalho ilustrou uma das camisetas do projeto especial Alpha T-Shirt

Foto de abertura: entrada do Brasil Summerfest no Central Park, em Nova York