Vibes

Receita: cuca de chá mate e maçã-verde e uma viagem ao Sul do Brasil

Por
Betina Neves
Em parceria com

Inspirada na tradição culinária da região Sul do nosso país, Mercure Hotéis traz uma breve história — e uma receita fácil e deliciosa — de cuca com chá mate.

A culinária de cada parte do Brasil traz um gostinho da cultura local. Para representar a região Sul, trazemos aqui uma receita de cuca, um bolo com farofa crocante que pode alegrar tanto o café da manhã quanto o lanche da tarde.

O nome da cuca vem de Kuchen, que significa “bolo” em alemão. Esse delicioso doce surgiu em uma região chamada Silésia, que hoje compreende os territórios da Polônia, Alemanha e República Tcheca. Ele foi trazido para o Brasil pelos imigrantes europeus que se estabeleceram principalmente no Sul do país. 

Fotos: Valentina Buonerba | The Summer Hunter

Na Alemanha de hoje, ela remete ao Streuselkuchen, um bolo comum em algumas regiões do país normalmente feito com maçã, mohn (semente de papoula), cereja, ruibarbo e zwetschge — um tipo de ameixa. Diz-se que, em outros tempos, era preparado em tabuleiros retangulares e comido em grande quantidade pelas famílias em ocasiões especiais como a Páscoa e o Natal. No Brasil, os sabores foram tropicalizados e aparecem receitas que levam abacaxi, banana ou goiabada. 

A cuca está nas padarias, nas docerias e nas mesas das famílias por toda a região Sul. Em Pomerode, em Santa Catarina, ganhou até uma versão salgada, de linguiça com requeijão. Em Blumenau, no mesmo estado, há desde 2014 um festival só para a cuca, o BlumenKuchen, quando padarias e confeitarias vendem cucas variadas a preços promocionais celebrando a fundação da cidade. Existe até disputa pela tradição da cuca: recentemente, Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, lançou um projeto de lei para fazer do doce um patrimônio histórico, cultural e gastronômico do município.

Cuca de chá mate e maçã-verde

A cuca é composta por três camadas: a massa, o recheio de frutas, e, no topo, uma farofa crocante. Há muitas variações da receita: algumas preparam a massa mais parecida com a de pão, com fermento biológico; outras, como a que trazemos aqui, como um bolo fofinho. Para o recheio, você pode usar a imaginação: nós sugerimos maçã-verde, mas também fica muito gostosa com banana, uva, morango.

Além disso, aqui trazemos como adição especial o chá mate, que dá um toque todo especial à cuca. Essa erva inconfundível nativa da América do Sul já era consumida pelos índios guaranis antes da chegada dos europeus. Não à toa, o hábito de tomar chimarrão é comum aos povos do Pampa, entre o Rio Grande do Sul, o Uruguai e algumas províncias argentinas. Recentemente, chefs brasileiros têm usado o ingrediente em preparações doces e salgadas, como molhos, pães e farofas, e até drinques.

Depois de saber essa história, não tem como comer a cuca e não se deixar levar por uma viagem pelo Sul do Brasil – e, quem sabe, já começar a planejar as férias em alguns dos hotéis Mercure, que se inspiram nas nossas tradições regionais para criar uma estadia única em cada destino. Veja a receita abaixo.

Cuca de chá mate com maçã-verde 

Para a massa:

. 1 ovo
. 100 g de açúcar
. 50 g de óleo
. 125 g de farinha de trigo
. 5 g de fermento
. 1 pitada de sal
. 150 ml de chá mate
. 1 maçã-verde grande

Para o crumble (farofa crocante):

. 50 g de açúcar
. 50 g de manteiga sem sal gelada
. 60 g de farinha de trigo

Prepare o chá: ferva 250 ml de água e infusione 20 g de erva-mate por 5 minutos. Coe e leve para gelar. Depois, misture a farinha de trigo, o açúcar, o sal e o fermento em uma tigela. Em outro recipiente, misture o ovo, o óleo e o chá gelado e verta essa mistura nos ingredientes secos. Coloque em uma forma de 17 a 20 cm de diâmetro, de preferência com fundo removível. Corte as maçãs em cubos, tire as sementes e coloque na massa. 

Prepare o crumble: misture a farinha e o açúcar com a manteiga com as mãos até formar uma espécie de farofa. Coloque essa farofa por cima da maçã picada e leve ao forno pré-aquecido a 160 graus por aproximadamente 45 minutos, ou até que a massa esteja cozida e, a farofa, dourada e crocante. Aí, é só deixar esfriar e servir!


Brasil no Prato

Inspirados na tradição da culinária brasileira, Mercure Hotéis traz uma breve história da nossa comida, representada em 5 pratos icônicos, um para cada região do país. Somente uma marca que genuinamente se preoupa com e se inspira nas tradições locais pode gerar e compartilhar histórias como esta.
abandono-pagina
No Thanks