Vibes

Receita: mojica de pintado e uma viagem ao Centro-Oeste do Brasil

Por
Betina Neves
Em parceria com

Inspirada na tradição culinária da região Centro-Oeste do nosso país, Mercure Hotéis traz uma breve história — e uma receita fácil e deliciosa — de mojica de pintado.

A culinária de cada parte do Brasil é um verdadeiro mergulho na cultura local. Para representar a região Centro-Oeste, trazemos uma receita de mojica de pintado, delicioso para aquele almoço caprichado.

A mojica de pintado é um cozido de pintado cortado em cubos com um caldo engrossado por mandioca. Esse peixão nativo da América do Sul é encontrado nas bacias Amazônica, do rio São Francisco e do Rio da Prata, incluindo o Pantanal. E é justamente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul que esse prato ficou mais popular, principalmente em Cuiabá, que clama até uma versão própria da receita, a “mojica de pintado à cuiabana”. O pintado também é servido frito, cozido ou assado em restaurantes da região.

Fotos: Valentina Buonerba | The Summer Hunter

Esse prato remete à culinária caipira disseminada na época da colonização por grande parte do interior do Brasil a partir de técnicas e ingredientes de etnias guaranis, já com alguns ingredientes europeus incorporados. Os indígenas faziam carnes e peixes com legumes como milho, mandioca e abóbora, usando também elementos como amendoim, inhame e feijão. Os peixes de rio, abundantes na região mato-grossense, eram muitas vezes protagonistas, e hoje a mojica de pintado é um dos pratos mais apreciados nestes estados, principalmente na culinária pantaneira. Na Amazônia, há receitas similares feitas com outros peixes e farinha de Uarini, outro tipo de farinha de mandioca.

Essa noção de culinária caipira é trazida pelo sociólogo Carlos Alberto Dória, doutor pela Unicamp e autor do livro A Culinária Caipira da Paulistânia — A História e as Receitas de um Modo Antigo de Comer. Para ele, para além das rixas estaduais para saber de onde cada prato é típico, uma região que abrange parte do Sudeste, Sul e Centro-Oeste têm raízes – e sabores — em comum nessa culinária indígena, principalmente guarani, misturada a elementos trazidos pelos europeus. Depois, pratos se popularizaram em regiões específicas também de acordo com a disponibilidade de ingredientes em cada uma.

Mojica de pintado

Diz-se também que a culinária da região do Mato Grosso foi fortalecida durante a Guerra do Paraguai, entre 1864 e 1870, quando ficou isolada e precisou se virar como que tinha ali.

A mandioca, como sabemos, já é domesticada no continente americano há milhares de anos. Versátil, ela é soberana na culinária brasileira, e seus derivados têm diferentes parcerias gastronômicas pelo país. Na cultura pantaneira, ela acompanha desde churrasco a feijão tropeiro e, é claro, mojica de pintado.

Para trazer um pouco desses sabores tão emblemáticos para dentro da sua casa – e te deixar com uma vontade de passear pelo Pantanal e outros destinos do Centro-Oeste na sua próxima viagem –, a gente apresenta essa receita fácil e deliciosa. Aqui, para dar uma cremosidade a mais, sugerimos colocar leite de coco, mas fica ao seu critério.

Mojica de pintado

Ingredientes:

. 400 g de pintado
. 400 g de mandioca
. 1 cebola
. 2 dentes de alho
. 1 pimentão vermelho
. 3 tomates
. 1 colher de chá de páprica doce
. 1 pimenta-dedo-de-moça
. 100 ml de leite de coco (opcional)
. Coentro e cebolinha a gosto
. Sal e pimenta-do-reino

Cozinhe a mandioca e reserve a água do cozimento. Em uma panela larga, refogue a cebola, o alho e a pimenta picados. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Pique os tomates e o pimentão e adicione. Coloque a páprica doce e cozinhe até que estejam macios. Uma pitada de sal vai bem.

Enquanto isso, corte e tempere o peixe com sal e pimenta-do-reino. Abra espaço na panela e deixe cozinhar com cuidado para que os pedaços não se desfaçam. Adicione a mandioca e o caldo e deixe cozinhar até que o peixe esteja macio. Adicione o leite de coco e prove e corrija os temperos. Desligue o fogo e adicione o coentro e a cebolinha picados. Aí, é só servir!


Brasil no Prato

Inspirados na tradição da culinária brasileira, Mercure Hotéis traz uma breve história da nossa comida, representada em 5 pratos icônicos, um para cada região do país. Somente uma marca que genuinamente se preoupa com e se inspira nas tradições locais pode gerar e compartilhar histórias como esta.
abandono-pagina
No Thanks