Vibes

14 + 1 ideias para ocupar a cabeça e deixar o sol entrar enquanto estiver dentro de casa

Por
Adriana Setti
Em
20 março, 2020

Aulas gratuitas, shows nacionais e internacionais, leitura, exposições virtuais… Algumas ideias para descongestionar o Netflix e desopilar a cabeça nos próximos dias.

“Tome cuidado com o que deseja, você pode acabar por conseguir”, já dizia Esopo na Grécia Antiga. Passamos a vida querendo ter tempo e, agora que esse dia chegou, estamos meio sem saber o que fazer com ele. Bora ocupar a cabeça. Os recursos para preencher o retiro forçado de forma produtiva – e grátis – estão pintando no Brasil e lá fora com rapidez. Entre essas novidades e todo o conteúdo virtual que já existia (mas nunca tínhamos tempo de explorar), corremos o risco de sermos acometidos por surtos de FOMO, mesmo com a humanidade largada no sofá. A seguir, 14 + 1 motivos para descongestionar o Netflix durante algumas horas. Ah, e aproveite e também baixe as três edições da revista do The Summer Hunter, que estamos disponibilizando gratuitamente por tempo indeterminado.

Para viajar sem viajar

Museus virtuais

Já que aquela viagem para o Hemisfério Norte ficou para depois, dá para tirar uma casquinha visitando alguns dos grandes museus do mundo – sem fila ou aperto – aproveitando o acesso gratuito a tours virtuais, exposições on-line e outras paradas. 

Em Madri, o Thyssen-Bornemisza não só oferece um tour virtual, como acaba de lançar um curso on-line sobre a luz na pintura e um vídeo com comentários sobre sua exposição de retratos de Rembrandt, entre outros conteúdos #ThyssenDesdeCasa. Assim como muitos, o British Museum disponibiliza imagens de boa parte de sua coleção on-line. 

Mais instigante, porém, é a linha do tempo batizada The Museum of the World, produzida em parceria com o Google. Já a National Gallery of Art, de Washington DC, põe na roda duas exposições on-line, uma sobre moda e a outra sobre o pintor holandês Johannes Vermeer. 

Dos museus de Paris, o que tem a melhor visita virtual é o Musée d’Orsay, através da qual você pode “caminhar” entre quadros de Cézanne, Van Gogh, Monet, entre muitos outros. 

Revirando no Google Arts & Cuture, você vai ter conteúdo para aguentar a vida toda de quarentena (na foto que abre este post, a pintura Australian Beach Pattern, de Charles Meere, 1940), seja fazendo um tour virtual do Masp, folheando o diário de Frida Kahlo, ou explorando em detalhe uma das obras mais famosas de Van Gogh.


Festivais no sofá

#tamojunto Globo

Promovido pelo O Globo, o eclético festival terá 32 pocket shows ao vivo, transmitidos através de todas as redes sociais do jornal carioca, de 20 a 22 de março. Entre os nomes confirmados estão Martinho da Vila, Adriana Calcanhoto, Jards Macalé e Nego do Borel.

YoMequedo Festival

Na Espanha, onde a coisa está feia e o povo entende de festa, vários cantores, bandas e DJs se reuniram para oferecer shows ao vivo através de suas respectivas contas de Instagram. São mais de 20 lives ao dia de 20 a 22 de março, no “único festival onde é impossível pegar alguém nem que seja às 6 da manhã” (hahaha). 

Mangolab Quarentena Sessions

Através da conta @mangolaboficial, o laboratório carioca terá várias lives com artistas, DJs e coletivos, entre 18 e 28 de março. 

Cuarentena Fest

É outro festival em streaming da Espanha, transmitido pelo Youtube, com bandas indie.

Festival #FicoEmCasaBr

Inspirado no festival portuga de mesmo nome, vai rolar entre 24 e 27 de março na conta @festivalficoemcasabr do Instagram. Serão mais de 40 horas de música, com apresentações em formato intimista de mais de 60 artistas, entre os quais Daniela Mercury, Paulo Miklos, Valesca Popozuda, Dudu Nobre, Emicida, Luedji Luna, Tereza Cristina, Francisco El Hombre e Rael.


Diversão e arte de pantufa

Filarmônica de Berlim

Para esses tempos difíceis, a Filarmônica de Berlim oferece um voucher com o qual você pode obter acesso grátis a todos os concertos de sua sala digital até 31 de março. 

Broadway

Todos os hits da Broadway estão disponíveis em sua versão digital. A assinatura é paga mas, agora, você pode experimentar uma amostra grátis de sete dias. 

The Metropolitan Opera 

Se você não tem roupa para ir à ópera de Nova York, pode ficar de pijama mesmo para assistir a performances diárias da Metropolitan Opera, gratuitamente, até 29 de março (ou enquanto dure a quarentena). 


Para aprender e reciclar

Casa do Saber on Demand

Nos próximos 28 dias, todo o conteúdo da Casa do Saber On Demand terá acesso liberado, com cursos e masterclasses sobre os mais variados temas, como filosofia, ciências, literatura e atualidades. É só baixar o app e fazer o cadastro. 

Cursos básicos de idiomas da BBC 

Sonhando com o seu próximo destino de viagem? Aproveite para aprender umas frases básicas em árabe, grego ou estoniano, entre mais de 30 outras línguas, nesses cursinhos vapt-vupt da BBC.

Cursos da GV

Quer aproveitar a quarentena para dar um tapa no LinkedIn? Faça um dos 55 cursos grátis on-line da Fundação Getúlio Vargas. Eles duram entre 5 e 30 horas e cobrem várias áreas, do direito a economia e finanças, passando por marketing e relações internacionais. 


Outras coisas bacanas

Ge Festival

Camila Coutinho e suas @garotasestupidas acabam de dar a largada de um festival que vai até o dia 27/3, com atrações em formato live que terão o humor de Mônica Martelli, Bela Gil ensinando a cozinhar, papo sobre mindfulness com o especialista Stephen Little, entre outras atrações.  

Revistas espanholas

Para que você possa dar uma treinada no espanhol e matar a saudade de marcas que não existem mais no Brasil, a editora Hearst, da Espanha, oferece acesso gratuito a on-line a todas suas publicações, entre elas Harper’s Bazaar, Esquire, Elle e Cosmopolitan, até dia 1 de abril.