moda

Múltiplos de um só: as marcas que levaram a sério o conceito de menos é mais

Por Lilian Kaori Hamatsu -

Em uma escala de prioridades nas escolhas de consumo, o propósito se aproxima cada vez mais da estética na corrida pelo coração do comprador. Não basta apoiar a sustentabilidade ou usar termos que estão na moda, agora é tempo de quem estimula a pluralidade, trabalha junto com a economia circular e, principalmente, goza da sensação de amar o que faz. Essas marcas, cada uma em seu próprio universo particular, nos convidam a exercitar a criatividade enquanto minimizam os impactos ambientais provenientes da produção de um item novo e limitado. Suas criações nascem do conceito de design multiuso ou modular, multiplicando as possibilidades e aumentando a vida útil de cada peça.

Brincadeira de gente grande

Com pouco menos de um ano de existência, a Akitti desenvolve colares, pulseiras, anéis e brincos inteiramente customizáveis. Sob direção criativa da proprietária Pietra Strassburger, os acessórios podem ser comprados e usados de maneira independente, combinando módulos produzidos em metal, resina, murano e plástico. Engenheira de produção e com uma carreira de mais de dez anos como designer de calçados, a empreendedora valoriza a produção 100% artesanal e apoia o empoderamento feminino, a causa LGBT e o ativismo em prol dos animais através da iniciativa “pulseira do bem”, que reverte 50% dos lucros arrecadados em projetos sociais escolhidos pelos seguidores da marca no Instagram. Combos custam a partir de R$ 49 e podem ser encontrados na Casa Ipanema e em lojas Void (São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul).
akitti.com.br
@akitti


Singularidade numerosa

Mutantes e contínuas, as coleções da Nuz não se limitam ao finito das estações. De maneira quase lúdica, Duda Cambeses convida a descobrir as possibilidades de uma mesma roupa: amarrada, do avesso, como blusa, vestido ou parte de baixo. Edições limitadas, tingimento natural, algodão orgânico e modelagem dinâmica (as peças vestem mulheres de corpos 36 a 50) são alguns dos elementos que compõem o universo transformável e ético da estilista. Tão plural quanto os produtos é o valor que a gaúcha - formada em Nutrição e rebeldia - atribui ao consciente coletivo da própria equipe, representada pelo nome da marca em uma referência direta a pronúncia da palavra “nós”, em francês. Com vendas por Whatsapp, os preços começam em R$ 390.
nuzdemicouture.com.br
@nuzdemicouture


De olho no futuro

Sempre atentas ao incessante movimento urbano, Elene Veguin e Julia Sentelhas transformaram os ensinamentos adquiridos na época da faculdade de moda em bolsas e acessórios que se adaptam ao estilo de vida contemporâneo. Criada em 2012, a Artéria só tem olhos para o futuro: além de desenvolver produtos que perduram por gerações, a marca auxilia no processo educacional de crianças vulneráveis em uma parceria com a Fundação Abrinq. A dupla por trás dos conceitos já apareceu no The Summer Hunter em uma homenagem aos novos artesãos do couro no país e reforça o time de jovens designers que fincam a sustentabilidade como pilar. Do material excedente da indústria de alimentos utilizado na manufatura das peças ao lenco japonês que substitui a embalagem tradicional, todos os elementos vão ao encontro da premissa do slow fashion. A partir de R$ 101.
arteria-br.com
@arteriabr


Irregularidade consciente

Composições de formas visuais bem-humoradas e uma cadeia de produção com danos minimizados fazem da Jouer Couture, das estilistas Mariana Bonfanti e Ana Carolina Olyveira, um verdadeiro ato político. O discurso é velho conhecido da galera pró-sustentabilidade: economia solidária, consumo consciente, transparência e cooperação nas relações. Conhecida por seus maiôs e biquínis, a marca navega pelas vertentes mais disruptivas da moda e tem um ritmo de coleções reduzido, mas vasto de opções: assimetria, recortes acentuados, camisetas estampadas por mensagens espirituosas e peças multiuso como a “saia triangular”, que também pode ser usada como vestido. Além do showroom, é possível comprar as roupas da Jouer na Casa Jardim Secreto e na Goiaba Urbana. A partir de R$ 99.
jouercouture.com
@jouercouture