Vibes

O que é procrastinação produtiva e como ela pode ser uma armadilha

Por
Adriana Setti

Você passa o dia todo cumprindo tarefas enquanto empurra aquele projeto mais importante com a barriga? Talvez seja “vítima” da procrastinação produtiva.

A procrastinação produtiva, também conhecida como procrastinação estruturada, consiste em fazer tarefas úteis enquanto empurra com a barriga outras coisas mais importantes. Por exemplo: você tem que terminar uma tese de doutorado. Mas, ao invés de escrever, passa o dia lendo trabalhos de outros pesquisadores em busca de inspiração ou tomando notas para futuros projetos.

Remédio ou veneno?

O que é "procrastinação produtiva"
A procrastinação clássica é diferente da produtiva l Créditos: Annie Spratt / Unsplash

Defensores da procrastinação produtiva acreditam que ela pode alimentar a criatividade ou ajudar a aprimorar a obra final. Afinal de contas, ao adiar a conclusão de uma tarefa, o procrastinador tem tempo de pensar e repensar sobre ela.

Acontece que, enquanto com a procrastinação clássica você geralmente é consciente de que deveria estar fazendo outra coisa — entregando um job ao invés de stalkear o crush nas redes sociais, por exemplo — a produtiva pode passar fatura de forma mais sutil.

Cumprido, só que não

via GIPHY

O perigo da procrastinação produtiva é que ela pode dar uma falsa sensação de dever cumprido, o que é uma armadilha: enquanto estamos ocupados lidando com várias tarefas úteis, perdemos de vista o que realmente importa.

“Ao usar a ocupação como um escudo para nos proteger de fazer as coisas que realmente deveríamos fazer, deixamos de transformar nossos sonhos em realidade”, disse Jari Roomer, autor de Peak Productivity e The Medium Formula.

Ao concluir uma tarefa, seja ela importante ou não, uma dose de dopamina — o hormônio da recompensa — é produzida, gerando uma sensação de prazer. E isso estimula a repetição desse comportamento. Em outras palavras, a procrastinação produtiva nos traz uma satisfação imediata. 

Como sair dessa?

Entenda o que é procrastinação produtiva
Para fugir da procrastinação produtiva, foque em objetivos l Créditos: Cottonbro / Pexels

Para Jari Moore, um dos principais pontos de atenção é focar na qualidade ao invés da quantidade: mais vale passar uma hora escrevendo a sua tese do que oito lendo teses aleatórias e tutoriais em busca da tal “inspiração”.

Ao organizar a agenda, faça duas listas: a dos objetivos mais importantes e a de tarefas a realizar no dia. As que trazem um progresso mais significativo em direção às metas listadas devem ser priorizadas. Começando a sua jornada de trabalho por essas tarefas, você corre menos risco de deixá-las pra amanhã, e depois, e depois…

Créditos da imagem do abre: RODNAE Productions / Pexels

abandono-pagina
No Thanks