Places

O que fazer em Aracaju, menor capital do país

Por
Adriana Setti

Entre rios e manguezais, e cercada de praias, Aracaju, a menor capital do Nordeste é o rolê sob medida pra um feriadão.

Entre rios e manguezais, e cercada de praias, Aracaju é a menor capital do Nordeste — e uma das cidades mais simpáticas da região. Com 664 mil habitantes, e uma vibe tranquila, é o rolê sob medida pra um feriadão, com calor e clima de verão o ano todo e tempo bom praticamente garantido de setembro a março, a época mais seca, mas vale saber que a cidade ferve na época das festas juninas, chova ou faça sol.

Pedalar com a brisa morna no rosto é um programaço na Orla da Atalaia, onde uma ciclovia costura as atrações do pedaço: barracas, barzinhos, restaurantes, parquinhos infantis, a Passarela do Artesão (feirinha de artesanato), pista de skate, laguinhos e uma unidade do Projeto Tamar. Querendo, dá pra pegar praia por ali, cruzando as passarelas de madeira que conectam o calçadão à areia.

Dá pra conhecer o melhor do centro antigo de Aracaju num rolezão a pé, começando pela igreja da Colina de Santo Antônio, o marco zero, e descendo até o Mercado Municipal pra comprar suvenires e fazer uma boquinha. Depois, vale ver o que está rolando no Centro Cultural de Aracaju, visitar a Catedral e o Museu da Gente Sergipana.  

No sossego

Um pouco mais ao sul de Atalaia, a Praia de Aruana é bem mais sossegada, com uma longa faixa de areia e algumas barracas de praia, como a Âncora Beach. Alguns dos melhores picos de surf da cidade também ficam por ali, como a Praia do Robalo.

Fim de tarde

Orla do Pôr do Sol em Aracaju
Orla do Pôr do Sol em Aracaju l Créditos: Wiki Commons

A do Mosqueiro é outra praia vasta e tranquila. Ali perto, a Orla do Pôr do Sol é o pico estratégico pra ver o fim de tarde e embarcar num passeio até a Crôa do Goré, um banco de areia que emerge na maré baixa, cercado de água morninha. Além de tomar uns drinks no bar flutuante, dá pra remar de SUP ou fazer canoagem.

Bate e volta

Praia do Saco em Aracaju
Praia do Saco em Aracaju l Créditos: wiki commons

Na foz do rio Real, 70 km ao sul de Aracaju, a Praia do Saco é uma das mais bonitas de Sergipe, na fronteira com a Bahia — do outro lado está Mangue Seco. É uma delícia pra passar o dia, comer catado de aratu e fazer um passeio até a Ilha da Sogra.

Esticadinhas

Praia do Saco em Aracaju
Cânion do Xingó l Créditos: wiki commons

A 220 km da capital sergipana, o Cânion do Xingó é uma beleza, formado pelas águas do Velho Xico em Canindé do São Francisco. Num raio de 30 km da capital, também é uma boa conhecer duas cidades históricas: São Cristóvão, ao sul, e Laranjeiras, ao norte.

Onde comer em Aracaju

Terra Tupi l Créditos: Divulgação
Pitu com Pirão da Eliane l Créditos: Divulgação

Pra comer com o pé na areia na Praia do Mosqueiro, escolha o Parati Beach Club. Na famosa Passarela do Caranguejo, as apostas certeiras são o Cariri, onde o forró rola solto, o Pitu Com Pirão da Eliane e o Terra Tupi. Pra comer uma tapioca no capricho, vá na Do Jatobá na Orla do Atalaia. E quem manja de carne de sol é o Ramiro, na Avenida Beira Mar.  

Onde ficar em Aracaju

Aracaju tem vários hotéis de rede, como o Ibis Budget, que tem boa localização, perto da Orla da Atalaia, onde também fica a simpática e acessível pousada Vila Aju, decorada com temática nordestina. Pra se hospedar com o pé na areia, fique no Aruanã Eco Praia Hotel.

Créditos da imagem do abre: Wiki Commons

abandono-pagina
No Thanks