Places

O que tem de mais legal para fazer na Pompeia, bairro de São Paulo

Por
Júlia Flores

Na Zona Oeste de São Paulo, Pompeia, o antigo bairro dos italianos, agora tem vários sotaques e vida cultural pulsante, mas mantém viva sua botecagem raiz e a alma boleira.

Pompeia (sem acento!) bairro que nasceu como um reduto de imigrantes italianos se desenvolveu como um polo industrial e, hoje em dia, é um bom retrato da diversidade paulistana, com uma artéria cultural pulsante, botecos icônicos e um relacionamento sério com o futebol. 

Vá de bike para a Pompeia

Avenida Sumaré na Pompeia
Foto: Ciclovia Sumaré, na Pompeia / Wiki Commons

Ainda que uma extensa malha de transporte público atenda a região,  vale chegar lá em duas rodas pela Avenida Sumaré, cruzando uma das ciclovias mais bem estruturadas de São Paulo. No caminho você passará pelo Allianz Parque, o estádio do Palmeiras.

O SESC dos SESCS

O SESC Pompeia
Créditos: Paulisson Miura

A primeira parada pode ser no SESC Pompeia, espaço cultural no coração do bairro. Ícone arquitetônico projetado por Lina Bo Bardi, tem intensa programação de shows, oficinas e exposições. Almoce na comedoria ou, pelo menos, faça uma pausa pra cafés e docinhos — o sorvete de iogurte é incrível. 

Lanchonete Souza, na Pompeia
Foto: Lanchonete Souza, na Pompeia, fica aberta 24h por dia / Créditos: Reprodução
Pompeia mantém viva a cultura dos botecos de rua
Foto: Pompeia mantém viva a cultura dos botecos de rua / Créditos: Reprodução

A Pompeia mantém viva a cultura dos botecos. A Lanchonete Souza serve de PF a hambúrguer 24 horas por dia. O Pé pra Fora fica ali perto, pra quem quiser mudar de ambiente. No Pompeu tem TV pro futebol, breja gelada e eventos culturais, como saraus e lançamentos literários. No Petiskin do Bob, o bolinho de arroz com muçarela é de encher a boca d’água. Na Cervejaria Perdizes, a bebida é feita in loco: fresca, não filtrada e não pasteurizada.

Comer, comer

Foto: Lardo, na Pompeia / Reprodução Instagram
Ecully, na Pompeia
Foto: Ecully Gastronomia / Créditos: Site Oficial
Cantón, na Pompeia
Foto: O Cantón mescla culinária asiática com pratos peruanos / Reprodução Instagram

O Cantón é a casa do chef Marco Espinoza que mescla a tradicional culinária asiática com pratos peruanos. No pequenino Lardo, a bruschetta de lula que leva lardo (gordura de porco) é um dos carros chefes. Em um casarão na Rua Cotoxó está o renomado Ecully Gastronomia, que acerta nos pratos com fruto do mar, assim como o  Piracás.

No Chimichurri Parrilla, os fãs da culinária argentina podem garfar carnes de primeira qualidade. A casa também recebe chefs convidados em dias especiais, no #AmigosDoChimi. Para empanadas de primeira qualidade, a dica é o Emporio PuroChile. Combine o quitute com um dos rótulos de vinho oferecidos no restaurante e divirta-se! Para a sobremesa, a sugestão é o Pikurruchas, um espaço instagramável pra adoçar a boca.

Pompeia tropical

Fatiado Discos, na Pompeia
Foto: Fatiado Discos, na Pompeia / Reprodução Instagram

A música brasileira — ao vivo ou discotecada — rola solta na região da Avenida Afonso Bovero. Na Fatiado Discos, uma pequena pista ferve ao som de brasilidades, do forró ao reggae. Chegue cedo pra pegar o happy hour. No Bar Tiquim as rodas de samba e discotecagem são animadas. Pra se jogar na pista, a Milo Garage é referência da cena indie paulistana. 

Créditos da imagem do abre: Reprodução Instagram

abandono-pagina
No Thanks