Vibes

Sonhar acordado faz bem

Por
Adriana Setti

Deixar a mente vagar — ao invés de sacar o celular até na fila do pão — pode trazer alegria, serenidade e estimular a criatividade.

Não é à toa que tanta gente recorre ao celular quando fica alguns minutos — ou até segundos — sem fazer nada. Estar a sós com os pensamentos pode ser desafiador. Mas várias pesquisas comprovam que sonhar acordado pode trazer vários benefícios. Entenda por que vale a pena deixar a mente vagar.

Em uma pesquisa publicada na revista Science, 67% dos homens e 25% das mulheres preferiram tomar pequenos choques (!) do que passar 15 minutos sem nenhum entretenimento além dos próprios pensamentos.

Expectativa X realidade

Tendência a evitar a introspecção se deve, em partes, porque estamos destreinados e subestimamos o poder do devaneio
Crédito: Bas Masseus / Pexels

Um novo estudo da Universidade de Tübingen, na Alemanha, sugere que a tendência a evitar a introspecção se deve, em partes, porque estamos destreinados e subestimamos o poder do devaneio.

É claro que, às vezes, deixar a mente vagar pode desencadear pensamentos desagradáveis ou causar problemas concretos — sobretudo quando você deveria estar concentrado em alguma tarefa. Mas pesquisas mostram que “sonhar acordado” com moderação pode nos trazer alegria, serenidade e um boost na criatividade.

Podcast mental

O momento ideal para o devaneio é quando você está fazendo algo que não exige muita atenção mental
Créditos: Rodnae Productions / Pexels

O momento ideal para o devaneio é quando você está fazendo algo que não exige muita atenção mental: esperando o metrô, tomando banho, andando na praia ou lavando louça, por exemplo.

Pensar por prazer, sonhar acordado por opção

“Pensar por prazer” funciona bem quando as pessoas recebem um direcionamento
Créditos: Andrea Piacquadio / Pexels

Psicóloga que estuda sobre o devaneio e o tédio na Universidade da Flórida, Erin Westgate descobriu que “pensar por prazer” funciona bem quando as pessoas recebem um direcionamento, a exemplo de focar em uma memória afetiva ou imaginar como será uma viagem que ainda vai acontecer.

Se você quer que seus pensamentos estimulem a criatividade, no entanto, o mais indicado é focar em ideias interessantes — algo que você leu em algum livro ou viu em um documentário, por exemplo. Jonathan Schooler, psicólogo da Universidade da Califórnia que estuda a cognição humana, chama essa prática de “maravilhar a mente”.

“Deixar a mente vagar pode ser uma oportunidade de criar abordagens novas e diferentes, nas quais você não havia pensado antes”, diz Jonathan Schooler, psicólogo da Universidade da Califórnia, em entrevista à newsletter Well, do New York Times.

E você, sonha acordado?

Créditos: Rachel Claire / Pexels

abandono-pagina
No Thanks