Vibes

Trabalhar em cafés: regras de convivência

Por
Adriana Setti

Um manual para usar a infra de cafés sem infernizar a vida dos outros.

Café não é propriamente um coworking — e muito menos a sala da sua casa. Veja nossos toques pra você aproveitar o ar-condicionado, o wi-fi e o capuccino desses lugares pra trabalhar, mas sem infernizar a vida dos outros.

Não dê prejuízo aos donos dos cafés

Café não é ING. Faça um consumo proporcional ao tempo que você pretende passar lá dando expediente. Rola ficar o dia todo trabalhando e só pedir um espresso? Até rola. É de bom tom? Não, não é de bom tom.

Não se espalhe nos cafés

Não ocupe várias mesas em um café; para isso, contrate um coworking
Créditos: Marvin Meyer / Unsplash

Ocupe o mesmo espaços dos outros habitués. Ou seja, uma mesa e uma cadeira. Vai almoçar? Desmonte o circo e coma no mesmo lugar. Se você trabalha com três monitores ao mesmo tempo, HDs externos e impressora 3D, talvez esteja precisando pagar um coworking.

Modere o volume

Use fones de ouvido e modere no tom ao trabalhar em um café
Créditos: Christina Morillo / Pexels

Em cafés, fale baixo, principalmente em reuniões on-line ou ao telefone. Sempre (SEMPRE!) use fones de ouvido, mesmo pra ouvir aquele áudio “rapidinho” do WhatsApp.

Entre e não fique (tão) à vontade. Nada de tirar os sapatos, colocar o pé na mesa ou lixar a unha enquanto baixa um arquivo.

Não monopolize os cafés

Antes de marcar uma reunião no café, confira se o local aceita este tipo de evento
Créditos: Diva Plavalaguna / Pexels

Em alguns cafés, rola até marcar reunião. Mas, nesse caso, avalie se o número de pessoas e a duração desse encontro não vão atrapalhar os demais frequentadores ou ocupar um espaço desproporcional ao que a galera vai consumir.

Gostou das dicas? Lembre-se: a regra básica é ter bom senso.

Crédito da imagem do abre: Helena Lopes / Pexels

abandono-pagina
No Thanks