Solar People

Como turbinar a criatividade e encontrar a sua essência

Por
Adriana Setti

Em seu novo livro Emoção Criativa, o fotógrafo Pedro Garcia de Moura explica como acessar as nossas emoções pode nos ajudar a desempenhar melhor qualquer tipo de trabalho.

Segundo o fotógrafo e empreendedor Pedro Garcia Moura (@__pepegarcia), ao entrar em contato com as nossas emoções, podemos desenvolver um trabalho mais único, individual e potente em qualquer área de atuação. Essa é uma das premissas do método que o autor explica em seu novo livro Emoção Criativa (Ventania Editorial), criado a partir de um trabalho de orientação artística feito com profissionais ligados à indústria criativa, como a atriz Bianca Comparato, a cantora Alice Caymmi e a empreendedora Bárbara Soalheiro, CEO da Mesa Company. Aqui, a gente dá uma palhinha do livro, que já está à venda nas livrarias e na Amazon.

O fotógrafo e empreendedor Pedro Garcia Moura, aka Cartiê Bressão (@cartiebressao)

Boost criativo

Segundo o autor, é a partir da conexão da expressão e do sentimento com nossas características individuais que surge um processo criativo mais potente, único e transformador.

Passo a passo

Com o intuito de ajudar qualquer pessoa a encontrar a sua essência e libertar o seu fluxo criador, Pedro desenvolveu o seu método a partir de um trabalho de orientação artística feito com profissionais da indústria criativa.

De acordo com o processo descrito em Emoção Criativa, descobrir quem somos de verdade parte de uma investigação sobre as obras artísticas e os momentos que nos marcam profundamente. Ou seja, quais músicas que nos sensibilizam, os livros que nos provocam, o que nos faz rir ou chorar.

Mergulho na essência

Na prática, isso passa por responder a um questionário com as perguntas mais variadas: de “Qual filme fez você chorar de maneira mais intensa” a “Qual seria a cena de abertura do filme da sua vida?”.

“Esse método tem como objetivo trazer à consciência algumas visões sobre nós mesmos, além de nos familiarizar com alguns conceitos sobre criatividade que, em conjunto, poderão contribuir para destravar e libertar nosso fluxo expressivo”, diz o autor.