tendência

Os anos 90 voltaram e essas marcas são a prova disso

Por Laura Cesar -

Agora é oficial. Os anos 90 voltaram. Uma das provas desse revival é a novela “Verão 90”, que acaba de estrear na Rede Globo e faz uma viagem à cultura efervescente e aos acontecimentos sociais e políticos da década. E as referências estão todas ali: de "Pump Up The Jam", do Technotronic, aos jogos do Master System e as indestrutíveis facas Ginsu. Na moda, a história se repete e é vista em versões revitalizadas de pochetes, flatforms, hot pants, maiôs neon e muita estampa. Para se jogar no verão com muita cor e ousadia, reunimos aqui as marcas brasileiras que resgatam alguns dos trends que eram sucesso na época e que voltam aos dias de hoje bem além do básico.

anos-90-sri-bolovo-2

Colabe de respeito

A carioca SRI Clothing e a paulistana Bolovo se uniram para lançar uma coleção de beachwear ousada, das cores aos modelos. São biquínis hot pants e maiôs cavados em cores fluorescentes com design moderno e estética super nineties. Seguindo essa linha, mas separadamente, as marcas também produzem pochetes, coolers, meias over the knee coloridas e outros acessórios das antigas. A colab está disponível nas lojas físicas ou online de ambas as marcas e custa a partir de R$ 179.
Sri Clothing
sriclothing.com
@sriclothing

Bolovo
bolovo.com.br
@bolovo


anos-90-shock-2

Fluorescência até no mar

A moda neon também invadiu as praias brasileiras - e não apenas nos biquínis, sungas e maiôs. Inspirado no verão carioca, com cores flúor, os filtros solares da Shock oferecem, desde 2016, proteção de maneira divertida e com respeito ao meio ambiente. Além de não trabalhar com produtos de origem animal, os filtros coloridos nas cores roxo, laranja, azul, rosa, verde, amarelo e branco são livres de oxibenzona, substância comum nos protetores, que prejudica corais, animais marinhos e é nociva à pele. Eles também vendem glitter gel igualmente ecológicos e spray clareador de cabelos.
Shock
valeushock.com.br
@valeushock


anos-90-baw-2

Fresh

Will Smith, na série “O Maluco no Pedaço”, talvez seja um dos maiores ícones de estilo dos anos 90. As jaquetas bomber, camisetas de estampas gráficas e camisas super estampadas deixam os fãs com um gostinho de nostalgia. A boa notícia é que algumas marcas como a Baw Clothing entraram no mercado provando que é possível sim abusar da tendência oversized de maneira moderna, estilosa e sem distinção de gênero. O ator é inclusive uma das estampas da coleção de verão. A partir de R$89,90.
Baw Clothing
@baw_official


anos-90-tori-2

Não vai ter jeito

Carnaval também é política. E foi nesse embalo que as cariocas Amanda Senna, Victoria Rocha, Amanda Coronha e Rafaella Reale se juntaram, esse ano, para criar a coleção cápsula “Não vai ter jeito”, da marca Tori Swimwear. Com muita hot pant, acessórios coloridos, pareôs e um quê noventista, elas querem que a gente ocupe a rua vestida com muita cor, respeito e do jeito que quisermos. A partir de R$30 já é possível se produzir para a folia.
Tori Swimwear
@toriswimwear


anos-90-croma

Espírito tie-dye

O processo criativo da Martha Pinel e André Duvivier é colorido e 100% artesanal. DJs e criadores da festa CROMA, o casal começou desenvolvendo camisas e cangas pintadas, uma a uma, com a técnica do tie-dye. Esse ano, além de focar nas festas, a dupla aposta nas colabs e se junta à Ipanema para lançar a coleção cápsula de sandálias chamada SER Movimento, que conta também com estampas exclusivas de outras cinco marcas inspiradoras da cena carioca: Thaissa Becho, Verkko, Cosmo Swim e Afrobeach. Trazendo a mesma pegada tie-dye para os chinelos da coleção, a CROMA acredita que o ser movimento é o ser livre, leve, colorido. O lançamento acontece na próxima terça, 19/2, na Casa Ipanema, onde irão expor a última leva de camisas autorais. Em tempo: a Casa Ipanema é um dos pontos de distribuição da revista do The Summer Hunter no RJ.
Croma
@croma


anos-90-cordinhas

Óculos seguros

Há quatro anos, Maria Eduarda Feijó (na foto, à direita) não tinha ideia que a brincadeira com seu ex-namorado, Pedro Liñares, de transformar todo tipo de material em cordinhas de óculos super descoladas viraria negócio. O que começou com uma vitrine no Instagram e entregas de bicicleta pelo Rio de Janeiro no final de 2016 cresceu e se expandiu para todo canto do Brasil. Hoje, As Cordinhas aposta numa pegada mais slow fashion, com modelos exclusivos e um grupo de meninas que costura à mão os fios que a Madu garimpa por aí.
As Cordinhas
ascordinhas.com
@ascordinhas


anos-90-thaissa-becho

Let’s dress outside the box

Estilista e dona de uma marca de maiôs que leva o seu nome, Thaissa Becho acredita na auto aceitação e moda com propósito. Descolados, vibrantes e geométricos, os bodies cavados de lycra - que já vestiu algumas celebridades como Pabllo Vittar e Bruna Marquezine - exploram o movimento do corpo e vestem todos os tipos de pessoa. Além de ser sócia da Poch ao lado de Paloma Borges, Thaissa também estampa a coleção cápsula SER Movimento, da Ipanema.
Thaissa Becho
@thaissabecho