diversão & arte

Exposição em São Paulo revela a Jamaica além de Bob Marley

Por Fernanda Nascimento -

Cercada pelo mar azul do Caribe, a Jamaica é uma ilha com quase 3 milhões de habitantes. Nenhum, no entanto, marcou tanto a imagem desse país como Bob Marley. Ícone do reggae, o cantor é uma das peças do movimento cultural que aconteceu na Jamaica na segunda metade do século passado. Para mostrar a riqueza dessa revolução sonora que até hoje encontra ressonâncias, o Sesc 24 de Maio inaugura nesta quinta-feira a exposição Jamaica, Jamaica!.

A produção musical na ilha é o fio condutor da mostra, que reflete sobre como a história e os conflitos no país influenciaram seu movimento cultural. Foi o contexto político e social do país que permitiu o protagonismo de Bob Marley e tantos outros nomes que marcaram a história da música. A miséria e a violência na favela de Trenchtown eram cantados nos versos da banda The Wailers – Bob Marley e Peter Tosh se conheceram na favela de Trenchtown, a maior da capital Kingston. Muito além do reggae e do ícone, a Jamaica é retratada em toda sua complexidade de sonoridades, que passa pelo burru, revival, mento, ski, rocksteady, dub e dancehall.

Jamaica, Jamaica
Jamaica, Jamaica
Fotos: Beth Lessser

Concebida pela Cité de la musique – Philharmonie de Paris, a exposição veio da instituição, onde ficou em cartaz no ano passado. Além do acervo francês, a mostra em São Paulo traz uma pesquisa sobre os desdobramentos e impactos da cultura da Jamaica no Brasil. São objetos, documentos e imagens vindos de São Luís, capital do Maranhão, conhecida como a Jamaica brasileira; registros do Recôncavo baiano, em Salvador, onde a música local foi influenciada pelo reggae e deu origem ao samba reggae e aos blocos afro; e um mergulho nos bailes de dancehall e reggae da capital paulista.

Para ilustrar a complexidade cultural da Jamaica, a mostra é dividida em oito núcleos e reúne fotografias, capas de álbuns, pôsteres, instrumentos musicais, vinis, livros, pinturas, materiais gráficos das festas de rua e outro objetos icônicos. Com curadoria do jornalista e diretor cinematográfico francês Sébastien Carayol, Jamaica, Jamaica! fica em cartaz até o dia 26 de agosto.

Data: De 15 a 26/08 | Horário: 9h às 21h (ter. a sáb.); 9h às 18h (dom. e feriados) | Endereço: Sesc 24 de Maio. Rua 24 de Maio, 109, República.

Jamaica, Jamaica
Jamaica, Jamaica
Fotos: Beth Lessser

Foto: EMP