Vibes

O que acontece na Copa fica na Copa

Por
Adriana Setti

Daqui a duas semanas, na Copa, você passará achar normal jantar amendoim japonês e deixar de entregar um job pra ver a Tunísia jogar contra a Dinamarca.

Copa do Mundo é uma espécie de licença poética na vida do brasileiro. Uma vez a cada quatro anos, a bola vira o centro do universo e mesmo quem nunca pisou num estádio se transforma em comentarista ou integrante honorário da comissão técnica. Daqui duas semanas, a gente conta como você estará:

Questão de prioridade

O que acontece na Copa, fica na Copa

Nem curte futebol. Mas, de uma hora pra outra, assistir País de Gales contra o Irã não só é mais importante que entregar o job, como um motivo altamente justificável pra desmarcar reuniões e empurrar afazeres com a barriga.  

Fígado pra jogo

O que acontece na Copa, fica na Copa

Óbvio que faz sentido abrir uma breja terça-feira às 7h da manhã: tá rolando Camarões e Sérvia, mano!

Dieta do vale-tudo na Copa

O que acontece na Copa, fica na Copa

Jantar pipoca com amendoim japonês? Sim.

Anestesia cerebral

O que acontece na Copa, fica na Copa

Transição de governo? Inflação? Boletos vencendo? Podemos pensar nisso depois de 18 de dezembro?

Prorrogação que só acontece na Copa

O que acontece na Copa, fica na Copa

“Dia de jogo de manhã é bom porque dá pra comemorar e ainda dormir cedo pra acordar bem no dia seguinte”. Corta. 14h horas no boteco depois…

Intervalo

O que acontece na Copa, fica na Copa

E quando você menos esperava, o grupo da família do WhatsApp chega a um consenso: VAI BRASÉÉÉÉU!

E tudo bem: estamos merecendo um respiro.

abandono-pagina
No Thanks