diversão & arte

Um mergulho no universo profundo e feminino de Daniela Lima

Por Mariana Caldas -

É difícil não ficar hipnotizado pelas profundezas dos desenhos de Daniela Lima. Seus traços intensos revelam rostos, olhares, e sensações que vêm de dentro, e inspiram liberdad. “Eu sempre fui muito imaginativa, e muito intensa também. Desenhar me ajuda a lidar com tudo isso que eu sinto, e principalmente, a colocar para fora um pouco do tanto que eu tenho aqui no meu peito. Com o tempo, a ilustração foi se tornando cada vez mais necessária para mim”, conta a ilustradora paulistana, que retrata o universo feminino com delicadeza, e uma sinceridade que é linda de sentir.


Vagalume


It’s Not Hard To Be Kind


Maybe She’s Just Different

E suas mulheres de olhar forte podem chegar a qualquer momento. “Geralmente tudo nasce de um sentimento, que pode surgir de qualquer pequena coisa do cotidiano. A partir desse momento vem a parte angustiante que é fazer esse part0 acontecer, a procrastinação, a rejeição… mas no fim, ele sempre nasce”, explica ela, sobre o seu processo criativo.

“Eu sinto que todas elas são um pouco de mim. E, s vezes, eu absorvo um pouco disso tudo também. Elas passam na rua, aparecem quando estou lendo um livro, moram nas estrelas… Eu vou sempre crescendo, mudando, e aprendendo junto com elas”.

Nothing is Perfect

Fall

Em uma de suas séries, Daniela mergulhou pelas histórias das constelações femininas, e deu vida estas mulheres que conquistaram seu lugar brilhante na galáxia e no imaginário, como Astreia, musa da constelação de Virgem; Andrômeda, da constelação Andrômeda; Astreia, da constelação Orion; e Calisto, deusa da Ursa Maior. Atualmente, além de atuar como freelancer, ela está trabalhando em um novo projeto, ainda secreto, mas com certeza grandioso.

Segue ela aqui.


Astreia – Constelação de Virgem

Andrômeda – Constelação Andrômeda


Ártemis – Constelação de Órion


Calisto – Constelação Ursa Maior