Solar Places

54 horas em Arraial do Cabo: mergulhos, trilhas e poke pelas praias mais caribenhas do Brasil

Por
Adriana Setti
Em parceria com

Do ladinho de Búzios e Cabo Frio, Arraial do Cabo é boa mesmo no finzinho do verão, a partir de março (até maio), quando suas águas ficam ainda mais azuis — e a muvuca dá um tempo.

O Caribe brasileiro fica na Região dos Lagos fluminense, a 170km do Rio de Janeiro. E ainda que o mar de Arraial do Cabo seja bem mais gélido que o de Aruba ou St. Barths, sua cor turquesa brilha como neon, justificando o apelido — e o clichê. Até pouco tempo atrás, o vilarejo era encarado como um passeio bate-volta pra quem visitava Búzios e Cabo Frio. Mas, nos últimos anos, virou febre no Instagram e se tornou um hotspot autossuficiente. Sem o mesmo charme de suas vizinhas famosas, a cidadezinha compensa com algumas das praias mais lindas do Brasil, como a do Farol e as do Pontal do Atalaia. Pra ser feliz nessas areias, é bom evitar as férias de verão e feriados, quando toda a região beira o intransitável. A melhor estratégia é marcar a viagem para os dias úteis e, de preferência, entre março e maio. A boa notícia é que, nessa época, as águas costumam ficar ainda mais límpidas. Durante a pandemia, não deixe de conferir as medidas provisórias que a prefeitura vem divulgando em seu portal oficial como, por exemplo, só permitir a entrada de turistas que comprovem hospedagem na cidade. A seguir, nossas dicas pra curtir as praias, as trilhas e as viagens ao fundo do mar do Caribe que é logo ali.

DIA 1

Mergulho em Arraial do Cabo (RJ) | Crédito: Jonathan Borba/Unsplash

15h
Snorkel entre tartarugas na praia da Graçainha

Depois de algumas horas dentro do carro ou do avião (o aeroporto da vizinha Cabo Frio é o mais próximo), o melhor programa é cair direto nas tão desejadas águas de Arraial. Vá direto à Praia da Graçainha, um segredo guardado pelos locais. Acessível a partir de uma trilha fácil que sai do canto direito da Prainha, esta pequena enseada guarda um dos melhores points da região para mergulhar de snorkel, com rica vida marinha e a ilustre presença de tartarugas.

20h
Casa de Piedra: jantar com história

Localizado em um charmoso casarão histórico de 1503 (uma das primeiras construções do Brasil), a Casa da Piedra (@casadapiedra) é um dos lugares mais certeiros pra comer em Arraial. Sob a copa das árvores e de luzinhas que dão um ar romântico, escolha uma mesa no pátio ao ar livre. O forte são os pratos com frutos do mar, como o polvo grelhado com risoto de limão siciliano e a feijoada marinha. Pra acompanhar, peça aquela Corona gelada. 

DIA 2

Arraial do Cabo (RJ) | Crédito: Jonathan Borba/Unplash

8h
Passeio de saveiro em arraial do cabo: Praia do Farol

Localizada em área protegida pela Marinha, a Praia do Farol é uma das mais lindas (e preservadas) de Arraial. Mas, pra chegar lá, o único jeito é fechando um passeio de saveiro (um tipo de embarcação com mastro e vela) com empresas autorizadas pela instituição. Além disso, há outras regras: só podem ficar no local 250 pessoas por vez e durante apenas 45 minutos. Vale o esforço. Com areias branquinhas e o mar cristalino de tons absurdamente harmônicos, é a concreta tradução da ilha perdida e paradisíaca. O passeio de saveiro com a Don Juan Tour (@saveirodonjuan) é uma boa pedida, já que costuma ser um dos primeiros barcos a zarpar, por volta das 8h, com chance de pegar a praia ainda totalmente vazia. O tour marítimo ainda faz paradas rápidas na Praia do Forno e nas Prainhas do Atalaia (mas vale a pena retornar a elas com mais calma depois).

12h
Pimenta Rosa gastronomia: parada estratégica pra almoçar

Na Praia dos Anjos, bem próximo ao cais de desembarque dos passeios de barco, o Pimenta Rosa Gastronomia (@gastronomiapimentarosa) é um porto seguro. Em um sobradinho charmoso, tem cardápio focado em frutos do mar, mas também serve massas (entre elas, algumas receitas vegetarianas). Um dos carro-chefe da casa é o peixe cabista, ensopado e servido com bananas.

Praia do Forno, Arraial do Cabo (RJ) | Credito: Phael Nogueira/iStock

14h
Sup e trilha em Arraial do Cabo: o combo da Praia do Forno

Bem pertinho do pier da Praia dos Anjos, de onde saem os passeios de barco, tem início uma das mais belas trilhas de Arraial, que leva até a Praia do Forno. São cerca de 600 metros sem grandes dificuldades, apesar da subida um pouco íngreme. Entre cactos e árvores floridas, o caminho é todo cercado por vegetação, com spoilers incríveis do mar. No topo, há o famoso mirante da Praia do Forno, que vai render algumas das fotos mais incríveis da viagem. Depois, é só estender a canga e curtir a praia. Por ali, há alguns quiosques que vendem comida e alugam pranchas de stand up paddle. Neste período de pandemia, o acesso à Praia do Forno está liberado a, no máximo, 395 visitantes por dia.

17h
Praia Grande: pôr do sol com jazz e camarão

No fim da tarde, a Praia Grande é um dos points na cidade para ver o sol sumir no horizonte. Pro momento ficar ainda mais gostoso, garanta uma mesa com vista da praia no quiosque Armazém do Camarão (@armazemdocamaraoac), que costuma ter apresentações ao vivo de jazz e blues instrumental.

21h
Música ao vivo e bons drinks no El Farol

Arraial não é exatamente famosa pelas noites animadas, mas o El Farol (@elfarolbar) garante a ferveção na medida. Com decoração de referências havaianas, sempre tem música ao vivo, além de um cardápio de petiscos, pizza e hambúrgueres. Os barmen preparam drinks respeitáveis, além de garantir aquela long neck Corona na temperatura certa. 

DIA 3

Mergulho em Arraial do Cabo (RJ) | Créditos: Filipe Silvia/Unsplash

8h30
Mergulho em Arraial do Cabo: pra iniciantes e iniciados

Com uma visibilidade média de 12 a 18 metros (mas que pode chegar a inacreditáveis 50!), Arraial defende o posto um dos melhores lugares do Brasil pro mergulho. E, mesmo pra quem nunca respirou ar comprimido, diversas agências da cidade oferecem batismo. Nesta modalidade, um instrutor acompanha o tempo todo o aspirante a mergulhador, numa imersão até 12m de profundidade, entre cardumes de peixes coloridos, corais, tartarugas-marinhas e o que mais aparecer no caminho. Na Acqua World (@acquaworld), o mergulho de batismo dura cerca de 30 minutos em local escolhido de acordo com as condições climáticas. Pra quem já é certificado, há várias opções de roteiros. Quem se empolga na primeira experiência pode se aprofundar no esporte fazendo cursos das principais organizações internacionais, como PADI e SDI.

13h
Almoço em um clássico local: Bacalhau do Tuga

Com ambiente simples e deliciosamente caseiro, o Bacalhau do Tuga (@bacalhaudotuga) é uma instituição local, sempre encabeçando as dicas de onde comer na região. Fundado por um casal luso-brasileiro, tem cardápio inspirado na terrinha, com direito, claro, a muito bacalhau (o bolinho é delicioso). Quem não é fã da iguaria pode apostar em pratos variados, como a costelinha com molho barbecue ou o polvo com batatas. 

Pontal do Atalaia, Arraial do Cabo (RJ) | Crédito; Mateus Pontes/Unsplash

14h
Chuva de likes: as prainhas do Pontal do Atalaia

Se você usa o Instagram é praticamente impossível não ter visto essa foto antes: uma imensa escadaria de madeira que desce morro abaixo até alcançar a praia de água turquesa. O cenário merece mesmo milhares de likes. São duas praias que, na maré baixa, acabam unidas pela mesma faixa de areia branquinha, cercadas por rochas e muita vegetação. Andando pra direita, chega-se à Gruta do Amor, outro spot instagramável. Programe-se pra ficar até a hora do pôr do sol, considerado um dos mais bonitos da cidade. Dá pra chegar por por trilha (que desemboca na escadaria), mas, por causa da pandemia, este acesso estava fechado até a publicação deste texto – outras opções são os passeios de barco ou os barco-táxis, que partem da Praia dos Anjos.

20h
Pra fechar o dia: os pokes e hambúrgueres do Astral Beach Food

Com clima descontraído, o Astral Beach Food (@astralbeach.food) serve pokes, big sushis rolls e hambúrgueres com pegada gourmet. As sobremesas também são gulosas, com cheesecakes de sabores variados e brigadeiro de Oreo entre os destaques. Fica entre a Praia dos Anjos e a Praia Grande.

Pôr do sol em Arraial do Cabo (RJ) | Crédito: Felipe Duque Estrada/Unsplash

Rota dos Paraísos

Descobrir os destinos mais solares do Brasil. Buscar inspiração e voltar a se conectar com a natureza. Aqui e na plataforma This Is Living, da cerveja Corona, você encontra dicas exclusivas de destinos, pessoas e tendências que não estão no guias de viagem. Tudo feito pelas duas marcas que mais entendem e gostam de verão no Brasil. Se for dirigir, não beba.