comer & beber

Deu sede? Um roteiro pelas melhores cervejarias artesanais de Pinheiros

em parceria com

Por The Summer Hunter Staff -

Pinheiros é um micro universo de tudo o que acontece em São Paulo. E as microcervejarias também estão presentes no bairro paulistano, cada uma delas com receitas próprias, criadas por mestres cervejeiros locais, ou trazidas de grifes internacionais. Entre IPA, pilsen e weiss, a gente fez um guia para você experimentar a bebida em suas diferentes versões, todas no entorno do Vision Pinheiros, o novo empreendimento da Gafisa na rua Cunha Gago.

cervejaria pinheiros vanderale

Van der Ale

A Van der Ale nasceu entre amigos que faziam e vendiam sua cerveja sem qualquer estrutura até que, no ano passado, abriram um espaço e tanto na Vila Madalena. No segundo andar da casa estão os fermentadores, que mandam a bebida diretamente para as 14 torneiras, de onde saem cerca de 800 litros de cerveja fresca mensalmente, entre witbier, lager e IPA, entre outras, que custam a partir de R$ 14 o copo de 200 ml - além das marcas engarrafadas, a maior parte artesanal. Eventualmente, os sócios convidam cervejeiros que produzem por ali, em colaboração. Para acompanhar, peça o Van der Burger, por R$ 29, no pão preto, com cheddar, picles e bacon caramelizado. O lugar ocupa uma esquina e fica lotado aos finais de semana, quando os frequentadores se espalham também as calçadas das ruas Aspicuelta e Harmonia.
R. Aspicuelta, 268


cervejaria pinheiros ambar

Ambar

Um dos melhores lugares do bairro para provar a bebida, esse pequeno espaço tem 15 torneiras de chope engatados e diversas cervejas engarrafadas, de pequenos fabricantes nacionais e em todos os estilos. A partir de R$ 10, você pede 200 ml da pilsen da cervejaria Dama, que pode ser acompanhada por uma tradicional porção de pastel (R$ 23). Marcas e sabores são trocados quinzenalmente na Ambar, então a cada visita é possível provar algo novo. E, para quem quiser levar para casa, a bebida pode ser engarrafada em growlers: um litro de chope custa a partir de R$ 34 (mais o vasilhame, que sai por R$ 13).
R. Cunha Gago, 129


cervejaria pinheiros perro libre

Perro Libre

Do ladinho da Ambar, a microcervejaria Perro Libre, que se autodenomina cigana, produz suas cervejas em diferentes locais (no momento, estão no interior de São Paulo, mas nasceram em Porto Alegre). Tem 15 torneiras de cerveja muito fresca engatadas em seus barris, armazenados em câmeras frias, cada um com temperaturas que variam de acordo com o estilo da bebida. A Pilsen, por exemplo, sai da torneira a 0ºC. De APA a stout, há muito o que provar por ali. Mas a parte mais bacana é o sistema de comandas pré-pagas, em que cada cliente coloca um valor de crédito e pode retirar em bebida nas chopeiras. Se quiser pagar R$ 1, tudo bem. Além das receitas fixas, como APA, IPA e lager, há algumas rotativas, como um chope com toque de caju e sal. Por lá, 100ml da opção mais barata, o Neo Pils, custa R$ 4,30. Há ainda drinks feitos com cerveja, e cardápio com ares latino-americanos, com ceviches e saltenhas, por R$ 14, para se comer nas mesas coletivas do lugar.
Rua Cunha Gago, 83


cervejaria pinheiros brew dog

Brew Dog

O bar paulistano da cervejaria escocesa BrewDog tem opções de chope em quatro tamanhos (o pint, que equivale a 0,665 litro, meio pint, dois terços ou um terço), a partir de R$ 13, o que permite experimentar uma certa variedade de sabores. São 22 torneiras com bebidas da marca própria e algumas outras nacionais, além de opções engarrafadas. Agora, há também drinks que levam a cerveja como base, como o Red Rum, com Red Ale, rum e limão, que sai por R$ 25. Para acompanhar, Psycow Burger, com 160g de hambúrguer bovino, cheddar, mussarela, maionese picante, tomate e crispy de mandioquinha, por R$ 28.
R. Coropé, 41


cervejaria pinheiros cervejaria nacional

Cervejaria Nacional

Está em dúvida sobre qual das cervejas pedir? O sampler vem com cinco copinhos de diferentes sabores, ale, weiss, pilsen, IPA e e stout, para você experimentar antes de decidir o seu predileto. Sai por R$ 37. Na Cervejaria Nacional, a primeira do bairro a produzir sua própria bebida, desde 2011, os tanques de fermentação ficam logo na entrada. O pão da casa, feito com o malte que sobra da produção, é servido com manteiga de cerveja e pão de ervas, a R$ 19 a porção.
Av. Pedroso De Morais, 604


cervejaria pinheiros- oose island

Goose Island Brewhouse

A marca, fabricada originalmente em Chicago, tem sua cervejaria por aqui, onde produz cerca de 15 mil litros por mês, com receitas criadas localmente. No Largo da Batata, é o maior brewpub da cidade, com 30 torneiras onde se pode provar também as bebidas originais dessa "grife" cultuada. As bebidas tradicionais da Goose Island Brewhouse também estão por ali, como a IPA. Um dos pratos da casa é o hambúrguer de pato com cebolas caramelizadas na cerveja e queijo meia cura, no pão brioche.
R. Baltazar Carrasco, 187

E mais:
os melhores lugares para comprar cervejas do mundo todo

Empório Alto dos Pinheiros

Considerado uma das mais completas cervejarias do Brasil, o Empório Alto de Pinheiros mais de 500 rótulos de cervejas nacionais e importadas, como a Golias Imperial, da cervejaria Júpiter, e a Molinarius Hapiness. São 43 torneiras, um recorde.
R. Vupabussu, 305


Get Your Beer

Importa com exclusividade mais de 70 rótulos, todos disponíveis em suas prateleiras para quem quiser levar ou tomar ali mesmo no Get Your Beer, em pequenas mesas.
Rua dos Pinheiros, 735


Delirium

Com mais de 20 opções de chope no cardápio, a Delirium, que é uma rede belga de cervejarias, incluindo a sua própria marca, tem mais de 500 rótulos do mundo todo na carta.
R. Ferreira de Araújo, 589