viagem

Foz do Iguaçu e arredores: passeio de caiaque pelo Rio Iguaçu

em parceria com

Por Fernanda Nascimento -

Quase não dá para acreditar na tranquilidade do Rio Iguaçu a 14 quilômetros de distância das Cataratas. A força das águas se perde nas curvas e não há qualquer indício de que ali desaguam as 275 quedas que chegam a atingir 82 metros de altura. É daquele ponto, conhecido como Remanso Grande, que parte um passeio que segue de caiaque ou numa prancha de stand up paddle pelo rio para explorar uma natureza pouco conhecida em Foz do Iguaçu. “Aqui é uma cidade muito turística, mas a gente percebeu que as pessoas iam embora sem conhecer outras paisagens”, diz Lucas Diniz, que organiza a experiência na Aguaray Eco Esportes. “Você pode caminhar pelas trilhas, tomar banho de cachoeira e ter um contato diferente com Foz do Iguaçu”.


O passeio começa em um sítio a dez minutos do Parque Nacional do Iguaçu, a entrada para o lado brasileiro das Cataratas. Ali, na sede da Aguaray Eco Esportes, o biólogo Heraldo já espera os visitantes para levá-los até o rio pela trilha do índio, batizada em homenagem aos guaranis, que habitavam aquela região alguns séculos atrás. As histórias das espécies de árvores e animais são o primeiro contato com aquela natureza nos limites da fronteira brasileira.

Aguaray Eco Esportes
Cachoeira na Toca do Urubu, o destino final do passeio | Fotos: Ricardo Moreno

Na chegada ao rio Iguaçu, caiaques e pranchas esperam boiando nas margens tranquilas para a aventura pela água. São cerca de dois quilômetros até a foz do Rio Tamanduá, que desagua no Iguaçu e tem quedas d’águas próprias para um banho de cachoeira. “É um passeio contemplativo e a gente vai remando, conversando, contemplando, tirando foto...”, explica Lucas. “Qualquer um pode fazer o percurso porque o objetivo é usar o esporte para ter essa conexão com a natureza”.

O destino final é a Toca do Urubu, uma rocha no cânion do Tamanduá que é alcançada por uma rápida trilha depois de desembarcar dos caiaques em outro ponto da margem do rio. “As Cataratas são a cereja do bolo de toda uma natureza que tem em Foz do Iguaçu e as pessoas ficam muito surpresas com o que existe além”, diz Lucas. “Quando a gente chega na Toca do Urubu, que é um lugar lindo, e toma um banho cachoeira, aí a galera explode de emoção”.

viva-o-brasil-foz-do-iguacu-caiaque-ft-ricardo-moreno2

Foto de abertura: Diego Lajst