Vibes

Por que nós amamos tanto o verão?

Por
Adriana Setti

O que a ciência tem a dizer sobre o nosso apego à estação mais quente do ano.

Ao contrário do que muita gente pensa, não é o calor que faz, diretamente, a gente se sentir mais feliz no verão. “Embora as pessoas acreditem instintivamente que um clima melhor resulta em um humor melhor, a evidência científica para essa suposição é fraca”, escreveu Allen R. McConnell, diretor de psicologia da Universidade de Miami, em um artigo publicado na revista Psychology Today.

Efeitos colaterais

No entanto, há uma série de situações propiciadas pelo verão que, do ponto de vista da ciência, poderiam explicar por que tanta gente espera ansiosamente a chegada dos dias mais quentes do ano. E não é de hoje!

Foto: Renato Trentin/Unsplash

Para o ser humano, o calor sempre esteve vinculado à abundância.

“Gostamos mais do verão porque grande parte da evolução do nosso cérebro ocorreu em locais quentes. Verão é sinônimo de vida, com sol, água, verde, cores, pássaros, etc. Vivemos mais livremente (com menos roupa) e despreocupadamente (com comida à vontade, por exemplo)”, disse a neurocientista, arquiteta e engenheira Claudia Feitosa-Santana, à revista Gama.

A estação transante

É fato: transamos mais no verão. As explicações biológicas vão da alta de determinadas substâncias girando por nossos corpitchos ao poder afrodisíaco do suor. Mas também é fato que mais socialização, férias e menos roupa também pesam, e muito, nessa balança.

gifit_1644937034454

A maior exposição à luz é outra peça-chave para entender por que boa parte das pessoas experimenta uma sensação de bem-estar no verão. A produção de serotonina, o neurotransmissor do prazer, é ativada pela ação solar. Esse é um dos motivos pelos quais muitas pessoas que enfrentam invernos rigorosos, com noites longuíssimas, sofrem de depressão sazonal.  

giphy

Vitamina D

Em contato com nossa pele, os raios solares desencadeiam reações e levam à síntese de vitamina D, que garante a absorção de cálcio para o nosso corpo, fundamental para os ossos. Recentemente, estudos também relacionaram a carência dessa substância a uma maior propensão à depressão.

Foto: Documerica/Unsplash

Contato com a natureza

O verão é o momento perfeito para estar ao ar livre e em contato com a natureza. E não é à toa que nos sentimos mais calmos nessas ocasiões: estudos constataram que a proximidade do verde reduz a pressão arterial e está relacionada a uma menor incidência de depressão e ansiedade.

Gente é muito bom

A privação do afeto pelo toque pode estar associada ao sentimento de solidão, à depressão, ao stress, à ansiedade e à baixa imunidade, entre outras condições. E o boost que nossa vida social acaba tendo no verão gera o efeito contrário: mais abraços e mais sorrisos.

Saiba mais: Por que a gente fica feliz no verão (Revista Gama); Why Sunlight Is So Good For You (Time)

abandono-pagina
No Thanks